Destaque

SALA DE DEBATE. Diversidade (sim, a “cena gay”) e privatização foram os temas dominantes. Mas há mais

Ouvinte suscitou o tema e Alfran Caputi, Ricardo Jobim e Elvandir Costa não se furtaram a tratar da cena mais falada da TV, nos últimos tempos
Ouvinte suscitou o tema e Alfran Caputi, Ricardo Jobim e Elvandir Costa não se furtaram a tratar da cena mais falada da televisão

Dois temas assuntos foram predominantes, no “Sala de Debate” desta quarta-feira, 13 de julho (Dia do Rock, citado pelo âncora e só por ele), na Rádio Antena 1. Um deles, com certeza, foi a “cena gay”, da série “Liberdade, Liberdade”, da Globo. A opinião de Alfran Caputi, Ricardo Jobim e Elvandir Costa? Bueno, só ouvindo, mesmo. Ah, como “spoiler” (palavra da moda), o editor – que ancora o programa – só adianta que até o seriado “Game Of Thrones” foi citado. Poois é.

Ah, mas não foi apenas isso. Também o tema “privatização” e a (falta de) qualidade de serviços dos quais o Estado se desobrigou, recorrente no espaço, recebeu o devido destaque, assim como outras questões.

Resumindo: vale a pena conferir, pode apostar. Você vai gostar. Inclusive das partes que poderão irritar. Afinal, opinião é opinião.

PARA OUVIR O SALA DE DEBATES DE HOJE, BLOCO POR BLOCO, CLIQUE NOS LINQUES ABAIXO:

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Em ambientes fechados não públicos (lobby, elevador, corredor, etc) é de bom tom retirar o chapéu. Se o elevador público estiver muito cheio também se retira o dito cujo. Esta gurizada mais nova não tem modos, não se respeita mais nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo