UFSM. Reitoria entra com ação de reintegração de posse de prédios ocupados por estudantes no Campus

UFSM. Reitoria entra com ação de reintegração de posse de prédios ocupados por estudantes no Campus

UFSM. Reitoria entra com ação de reintegração de posse de prédios ocupados por estudantes no Campus - A-RAZÃO-ocupações

Ocupações começaram há três semanas. Agora, além das decisões políticas, há a intervenção judicial (foto Deivid Dutra/A Razão)

Perto da 1 da tarde de hoje, a Reitoria da UFSM, através de sua Procuradoria, entrou, na 3ª Vara Federal de Santa Maria, com pedido de reintegração de posse dos prédios ocupados por estudantes, em processo iniciado há três semanas. Na ação, também solicita a identificação de ocupantes, de maneira a posterior e eventual indenização a ser paga por prejuízo patrimonial.

Por conta da posição da Reitoria, a Justiça Federal está intimando, através dos advogados, as partes que, semana passada, entraram com uma Ação Popular contra o Reitor Paulo Burmann, solicitando exatamente isso que a UFSM fez agora.

A tendência é que, segundo o editor apurou agora há pouco, ocorra a desistência da ação judicial (AQUI) que tem pelo menos um professor e estudantes ligados ao DCE como patrocinadores, justamente pelo entendimento de que a medida alcançou o êxito proposto.

Em tempo: o reitor da UFSM fez uma manifestação na TV Campus (e você lerá a respeito, aqui, mais tarde) pregando a negociação como forma de resolver conflitos.  E também deu conta da decisão de pedir a reintegração de posse, aos dirigentes sindicais dos professores (Sedufsm) e técnico-administrativos (Assufsm). Enfim, as lideranças sindicais foram comunicadas.

LEIA TAMBÉM:

Procuradoria pede reintegração de posse de prédios ocupados na UFSM”, de Maurício Araújo, na versão online de A Razão (AQUI)

 



1 comentário

  1. Jorge

    Parabéns, Vossa Magnificência, agora sim há um reitor em ação fazendo a coisa certa.

    Vossa Magnificência, a questão da identificação dos alunos é cabível não só pela indenização, mas para o encaminhamento da abertura de processos administrativos disciplinares do corpo discente envolvido, e assim resultarem nas penalizações pelas infrações já sabidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *