Destaque

POLÍTICA. Vem aí eleição na UAC e grande disputa pelo controle do Movimento Comunitário na cidade

Na barraca da UAC no Dia do Acolhimento, sábado, visitantes pegaram folders com horário de ônibus e conheceram as lutas da entidade

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto), Especial para o Site

A União das Associações Comunitárias de Santa Maria (UAC), que conta com 117 entidades filiadas, terá eleição em novembro para escolha de sua nova direção. Ao que tudo indica, o pleito para o mandato de dois anos será acirrado. No início deste ano, um grupo de dissidentes chegou a formar uma comissão provisória para tentar, sem sucesso, destituir o atual coordenador, Rodrigo Santos, o Rodrigão. Embora a “rebelião” tenha sido contida, o assunto segue repercutindo entre os diretores da UAC.

“Foi uma tentativa clara de golpe de uma pessoa que se diz líder comunitário e que se aproveitou das minhas férias para tentar me tirar da coordenação da UAC. Isso tudo foi resolvido assim que retornei e, por um lado, foi até bom, pois mais pessoas aderiram à entidade”, explica Rodrigão.

Até o final de seu mandato (o terceiro consecutivo), Rodrigão pretende finalizar os trâmites de regularização da entidade e seguir atuando em favor da cidade. Porém, apenas a partir de meados do ano ele planeja fazer cobranças incisivas ao governo municipal.

“Pretendemos ajudar e cobrar a Prefeitura. Mas é uma injustiça cobrarmos hoje uma grande melhoria. Vamos esperar entre cinco e seis meses até o governo se acomodar”, afirma Rodrigão.

No sábado, a entidade participou do Dia do Acolhimento, no Parque da Medianeira, onde promoveu rodas de capoeira, distribuiu folders com os horários de ônibus para a UFSM e apresentou suas lutas. A UAC é contrária à retirada de direitos da Reforma da Previdência e não aceita a transferência de brigadianos de Santa Maria para Porto Alegre.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo