CongressoPolítica

NÃO CUSTA LEMBRAR. Começava no Senado o processo que levaria à deposição de Dilma Rousseff

Confira a seguir trecho da nota publicada na noite de 25 de abril de 2016, segunda:

IMPEACHMENT. Comissão já definida no Senado. Governistas querem barrar relator do PSDB

 “Amanhã, às 10, começa a primeira reunião da Comissão Especial do Impeachment no Senado. Serão eleitos presidente, que deve ser Raimundo Lira, do PMDB paraibano, e o relator, que tende a ser o tucano mineiro Antônio Anastasia, embora os protestos da bancada governista, que INVOCOU questão de ordem para barrar a indicação. Um “plano B” da oposição pode ser a gaúcha Ana Amélia Lemos, do PP, também contestada pelos governistas.

Hoje, o plenário do Senado aprovou a composição integral da Comissão, que você conhece a seguir, no material produzido pela Agência Brasil. A reportagem é de Ivan Richard e Luciano Nascimento, com foto de Marcelo Camargo. Acompanhe:

Senado elege a comissão especial que vai analisar o pedido de impeachment

Em votação simbólica, presidida pelo Senador Renan Calheiros (PMDB-AL) o Senado Federal acaba de eleger os nomes dos indicados pelos partidos para compor a comissão especial que analisará a denúncia de crime de responsabilidade contra a presidenta da República, Dilma Rousseff, conforme autorização decidida pela  Câmara dos Deputados. 

Como maior partido, o PMDB tem direito a cinco vagas de titular e igual número de suplentes. Foram indicados titulares os senadores Raimundo Lira (PB), Rose de Freitas (ES), Simone Tebet (MS), Dário Berger (SC) e Waldemir Moka (MS). Como suplentes, foram indicados pelo…”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI     

PASSADO EXATAMENTE UM ANO da publicação da nota, Dilma Rousseff não é mais presidente, como desejavam seus detratores. Aí, a discussão da época passa a ser apenas registro histórico. Inclusive para saber quem são uns e outros.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo