POLÊMICA. Valdeci Oliveira critica entrevista de Cezar Schirmer, ao site, sobre o Hospital Regional

POLÊMICA. Valdeci Oliveira critica entrevista de Cezar Schirmer, ao site, sobre o Hospital Regional

POLÊMICA. Valdeci Oliveira critica entrevista de Cezar Schirmer, ao site, sobre o Hospital Regional - AA-7

Deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) é um dos líderes do Comitê Pré-abertura do Hospital Regional 100% SUS. Foto Christiano Ercolani

Por Maiquel Rosauro

O secretário estadual de Segurança Pública, Cezar Schirmer (PMDB), concedeu uma entrevista ao site, no final de semana, no qual falou sobre seu primeiro ano de atuação no governo do Estado e também sobre o Hospital Regional, entre outros temas. O peemedebista afirmou que a raiz do problema do Regional é a falta de recursos para sua abertura.

Contudo, o deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) não pensa da mesma forma. O petista enviou uma nota ao site criticando as declarações de Schirmer. Confira abaixo, no texto do jornalista Tiago Machado, assessor de imprensa do parlamentar:

Para Valdeci, entrevista de secretário reforça a passividade do governo Sartori com o Regional

A entrevista do secretário estadual da Segurança, Cezar Schirmer, ao site do jornalista Claudemir Pereira, nesse final de semana, em Santa Maria, demonstrou, mais uma vez, que a abertura do Hospital Regional é um tema secundário para o governo Sartori. Essa é a avaliação do vice-presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Valdeci Oliveira.

“Assim como o governador, o secretário Schirmer não se comprometeu com qualquer prazo ou qualquer definição concreta sobre o hospital. Tudo ficou no ar. É uma comodidade assustadora diante de um tema tão sensível”, salientou.

Para Valdeci, a postura de Schirmer de vetar a possibilidade da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) gerir o complexo de saúde, apesar de não ser uma surpresa, representa um “tiro no pé”.

“O Schirmer sempre deixou claro que era contra a Ebserh e, inclusive, se movimentou politicamente para inviabilizar a gestão pela instituição pública. É um direito dele ter essa posição. Só que ao vetar a Ebserh, não sei bem por que motivos, ele contribuiu para inviabilizar também a possibilidade do Regional já estar operando. Se o governador Sartori tivesse dado continuidade ao convênio assinado com a Ebserh em 2014, o hospital certamente estaria hoje de portas abertas e não estaríamos vivendo o impasse atual”, afirmou Valdeci.

Outra crítica de Valdeci foi contra o argumento, utilizado por Schirmer, de que o problema do hospital estaria “na escassez de recursos do Estado e da União”.

“Isso é uma contradição. No final de 2016, também havia crise financeira no Rio Grande e no Brasil e isso não impediu que uma comitiva de autoridades, integrada por Sartori, o próprio Schirmer, o ministro da Saúde, entre outros, fosse a Santa Maria para fazer uma série de anúncios sobre o Regional. Lamentavelmente, nenhum anúncio se concretizou, e a comunidade foi ludibriada”, acrescentou.

O deputado também afirmou que o governo gaúcho não deveria se satisfazer com a posição recente da direção nacional da Ebserh, que declarou só ter condições de assumir o Regional em 2018 ou 2019.

“O governador e o secretário Schirmer têm condições de incidirem nessa questão já. Eles são parceiros de primeira hora do presidente da República, Michel Temer. Que vão a Brasília e digam que há uma população de 600 mil pessoas aguardando pela abertura de um hospital que custou R$ 70 milhões aos cofres públicos. Relatem ainda que o Hospital Universitário está sempre superlotado. Argumentos não faltam. Só que é preciso ter protagonismo e disposição”, assinalou.

Para ler a entrevista que Schirmer concedeu ao site, clique AQUI.



3 comentários

  1. O Brando

    Valdeci está “polemizando” o assunto Hospital Regional por causa das eleições do ano que vem. Insiste no assunto porque não tem capacidade para achar outra maneira de se promover. É um monte de “se tivesse”, “se não tivesse”, discutindo possibilidades que não se realizaram no passado.
    Prefeito petista de São Leopoldo propôs outro dia que o Hospital Centenário da referida cidade abandonasse os atendimentos de planos de saúde e convênios. Objetivo seria os “100% SUS” para “aumentar os repasses do governo federal”. Ou seja, os petistas estão totalmente descolados da realidade.

  2. O Humilde

    A que ponto chegou o Brando. Critica aqueles que cobram a abertura de um hospital que até agora só serviu para fulano de tal ganhar uma eleição. A continuar assim, o Brando vai requerer que entreguem uma medalha a Sartori por estar há três anos sentado na cadeira de governador sem ter conseguido sequer definir um administrador para o Regional.

  3. O Sincero

    Se promoveu no tema, aquele que prometeu, na véspera da eleição municipal de 2016, que o hospital estaria aberto no início de 2017. Quem foi mesmo que fez isso? Não começa com V o nome do cidadão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *