ESPORTE. Orlando Fonseca vai ao oriente e reflete sobre Real Madrid 1 x 0 Grêmio, na final do Mundial

ESPORTE. Orlando Fonseca vai ao oriente e reflete sobre Real Madrid 1 x 0 Grêmio, na final do Mundial

ESPORTE. Orlando Fonseca vai ao oriente e reflete sobre Real Madrid 1 x 0 Grêmio, na final do Mundial - orlando-chamada-1“…Creio ter sido estratégia do Renato puxar para si os microfones e câmeras, para tirar o foco do time. Especialmente do abismo oceânico que havia – e há – entre o clube campeão da Libertadores e o da Champions League europeia. E não se trata apenas de Grêmio e Real Madrid: na comparação, é difícil encontrar um time do lado de cá que se compare, em qualidade, estrutura, organização esportiva ou financeira com os de lá.

Por outro lado, na semana passada também, nas diferentes rodadas de ligas nacionais ou continentais, quase a metade dos gols havidos por lá foi por obra e arte de brasileiros – e alguns outros sul-americanos. Então o que há, se no individual temos talentos tão expressivos e no coletivo estamos abaixo da crítica? Simples: basta ver no que estamos metidos em termos de investigações policiais – perpetradas por…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da crônica “Um Atlântico pelo meio”, de Orlando Fonseca. Orlando é professor titular da UFSM – aposentado, Doutor em Teoria da Literatura, PUC-RS, e Mestre em Literatura Brasileira, UFSM. Exerceu os cargos de Secretário de Cultura na Prefeitura de Santa Maria e de Pró-Reitor de Graduação da UFSM. Escritor, tem vários livros publicados, foi cronista dos Jornais A Razão e Diário de Santa Maria. Tem vários prêmios literários, destaque para o Prêmio Adolfo Aizen, da União Brasileira de Escritores, pela novela Da noite para o dia, WS Editor; também finalista no Prêmio Açorianos, da Prefeitura de Porto Alegre, pelo mesmo livro, em 2002.

OBSERVAÇÃO DO EDITOR: a imagem que ilustra esta nota é uma reprodução da internet.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *