Eleições 2018MídiaNegóciosPartidosPolítica

ELEIÇÕES. Partidos de oposição no Estado vão cobrar na Justiça informações sobre doações de empresários

Por TIAGO MACHADO (com foto de Divulgação/AL), da assessoria do deputado Valdeci Oliveira

Valdeci: apoio empresarial não coloca sob suspeita votações na AL?

Na tumultuada sessão plenária da Assembleia Legislativa dessa terça (30) – a qual debateu o projeto de adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal da União (leia mais a respeito, em matéria que o editor publicará mais tarde) – o deputado Valdeci Oliveira (PT) anunciou uma medida jurídica que será tomada pelos parlamentares da oposição.

Nesta quarta, as bancadas do PT, PC do B, PSOL e alguns deputados do PDT vão ingressar com uma denúncia na Procuradoria Eleitoral do Rio Grande do Sul. O objetivo da medida é cobrar que sejam apuradas as informações divulgadas na jornal Zero Hora, na edição de sábado (28), na coluna da jornalista Rosane Oliveira, a respeito da existência de um movimento empresarial destinado a garantir doações financeiras às campanhas eleitorais de “candidatos que encampem uma visão moderna de Estado”.

Para Valdeci, essas informações merecem uma profunda apuração. “Será que isso significa dizer que há um movimento constituído no meio empresarial para abastecer com dinheiro os candidatos que votarem a favor de projetos ditos “modernos” – como o projeto de adesão ao Regime de Recuperação Fiscal? Isso, se de fato existir, não coloca sob suspeição as votações da Assembleia Legislativa nessa semana? É legal e regular que um setor da sociedade conceda prêmios e estímulos financeiros para que deputados assumam as suas posições em plenário?  Ou seja, são várias as dúvidas que pairam no ar e isso tudo precisa de esclarecimento pelo órgão competente, que é o Ministério Público Eleitoral”, ressaltou Valdeci.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo