EconomiaNegócios

ECONOMIA. Missão empresarial de SM vê potencial para o fomento do setor de defesa com Santa Rosa

Grupo empresarial liderado pela Agência de Desenvolvimento esteve ontem em Santa Rosa, para contatos sobre Polo de Defesa

Por GUILHERME BICCA (com informações de Marielle Flôres e foto de Divulgação/Adesm), da Assessoria  de Imprensa do Sindilojas Região Centro

O presidente do Sindilojas e Agência de Desenvolvimento de Santa Maria (ADESM), Ademir José da Costa, liderou uma missão empresarial à Santa Rosa, na última quinta-feira (22). Ainda no ritmo do III Seminário Internacional de Defesa, realizado pela agência no final de 2017, a visita dos empresários santa-marienses teve como objetivo conhecer o potencial local para o desenvolvimento de produtos e serviços na área de defesa e segurança.

A agenda teve início com uma apresentação institucional da ADESM, bem como do APL Polo de Defesa e Segurança de Santa Maria, e ainda com um breve olhar de cada empresa anfitriã. Em seguida, o grupo realizou visitas técnicas a empresas do setor metalmecânico e de tecnologia santa-rosenses. A agenda encerrou com uma videoconferência junto ao ministro de desenvolvimento Social, Osmar Terra, e o secretário de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa, Flávio Basílio.

De acordo com o presidente Ademir José da Costa, essa aproximação que visa o encontro de vocações das duas cidades vem da observação cuidadosa de Brasília, demonstrando que Santa Maria está realmente no foco do governo para integrar o futuro do setor de defesa. “Quando estive em audiências no final de 2017 em Brasília com o Ministro Osmar Terra e o Secretário de Produtos de Defesa, Flávio Basílio, eles pediram uma aproximação do Polo de Defesa de Santa Maria com as indústrias de Santa Rosa”, explica.

Durante a videoconferência, o ministro Osmar Terra enfatizou a importância de tomar proveito das vocações dos municípios e articular positivamente os atores para desenvolver a região no que tange ao polo de defesa. “O setor de defesa vai receber cada vez mais investimentos e as empresas de Santa Rosa e Santa Maria devem estar atentas para atender às demandas das forças armadas”, motivou o minitro.

Fizeram parte da comitiva santa-mariense, além do presidente do Sindilojas e ADESM, Ademir José da Costa; o executivo da ADESM e Gestor do APL Polo de Defesa e Segurança, Diogo De Gregori; o diretor da Plurimetal, presidente do SIMMMAE e coordenador do APL Metal Centro, Julio Kirchhof; o diretor da Tecnopampa e vice-presidente da CACISM, Leonardo Veiga; o diretor da Raptor, do Santa Maria Tecnoparque e APL CentroSoftware, Tiago Sanchotene; o diretor da Rota Simuladores, Rene Renoli; o diretor da Defii, Erlei Melgarejo; o chefe da Assessoria de Relações Institucionais e Estudos Estratégicos da 3ª DE, Cel. Portela; o diretor do PqRMnt//3, TC Stephan; o diretor dos ambientes de inovação da Unifra, Prof. Lissandro Dalla Nora; e representando a Secretaria de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa, Cel. Luis Felipe.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Tosa de porco. Se a Havan se instalasse em Santa Maria, ao invés da costumeira estátua teria uma do Senhor Roarke e do Tattoo.
    O abismo tecnológico que existe entre o que se vê e o que existe é incomensurável. Para quem ainda não se convenceu, basta perguntar a si mesmo: o que tem a ver loja com tecnologia de defesa?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo