MULHER. Legislativo e o gabinete da edil Cida Brizola anunciam ‘Mesa Redonda Direitos da Mulher’, quarta

MULHER. Legislativo e o gabinete da edil Cida Brizola anunciam ‘Mesa Redonda Direitos da Mulher’, quarta

Por ANDRÉ RIBEIRO, com imagem de Reprodução, do Gabinete da Vereadora Cida Brizola

MULHER. Legislativo e o gabinete da edil Cida Brizola anunciam ‘Mesa Redonda Direitos da Mulher’, quarta - cida-cartazOs direitos da mulher vêm sendo, gradativamente, reconhecidos pelo ordenamento jurídico brasileiro. Verifica-se, a partir da promulgação da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, a positivação do reconhecimento da igualdade entre homens e mulheres em direitos e obrigações, nos termos da própria Lei Maior. A importância de encontros em que sejam discutidas as conquistas relativas aos direitos das mulheres se revela, em especial, primeiramente para propiciar a conscientização sobre a igualdade, destacando-se a existência de direitos expressamente previstos na legislação e, também, pela divulgação de dados estatísticos sobre a efetivação de tais direitos.A Câmara de Vereadores de Santa Maria juntamente com o gabinete parlamentar da Vereadora Cida Brizola realiza no dia 7 de Março, a Mesa – Redonda Direitos da mulher . O evento abordará temas como violência contra a mulher, violência doméstica, saúde da mulher, mulheres e empreendedorismo.

Data do evento: Dia 07/03/2018 (Quarta-Feira) 

09h – Painel 1 – Os diferentes tipos de violência contra a mulher. Da violência doméstica ao assédio no trabalho.

Uma palestra para explanação sobre a lei Lei nº 11.340/2006, popularmente conhecida como Lei Maria da Penha. Foi considerada em 2012 pela Organização das Nações Unidas (ONU), a terceira melhor lei do mundo no combate à violência doméstica, perdendo apenas para Espanha e Chile. Explanação sobre os mecanismos para coibir a violência doméstica. Explanação sobre a Lei do Feminicídio.

César Bride Filho – Psicólogo 

Débora Dias – Delegada da Delegacia da Mulher de Santa Maria 

10h – Painel 2 – Saúde da Mulher: Programas e Redes de Atendimento 

A saúde da mulher é uma preocupação antiga, mas a situação da população feminina no país demonstra que o desenvolvimento da área ainda é uma necessidade. Atualmente, um dos grandes méritos dos profissionais e serviços de saúde tem sido a ampliação não só do acesso à assistência, mas também da qualidade desse trabalho, garantindo cada vez mais que a paciente seja considerada como um todo. Para que esse atendimento se desenvolva ainda mais, é importante que o profissional de saúde esteja ciente da realidade desse público e do que pode ser feito para mudá-la.

Vanessa Preigschadt Martins – Enfermeira do município 

11h – Painel 3 – Mulheres e empreendedorismo: momento e desafios

A participação da mulher no mercado de trabalho brasileiro ainda enfrenta desafios como desigualdade salarial e poucos cargos de liderança. Na área do empreendedorismo, o público feminino representa uma leve supremacia entre os empreendedores iniciais (51,5%). Porém, os homens ainda são maioria (57,3%) nos negócios em funcionamento há mais de 3,5 anos. Os dados da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), de 2016, apontam para a necessidade de investimento em programas de apoio a mulheres com negócios já estabelecidos.

Lisete Frohlich – Programa Empreender com Sucesso – Radio Imembuí

12h – Encerramento 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *