MEMÓRIA. Acidente com moto na 4ª Colônia mata Marco Fank, 60 anos, sócio do Restaurante Augusto

MEMÓRIA. Acidente com moto na 4ª Colônia mata Marco Fank, 60 anos, sócio do Restaurante Augusto - marco

COM ATUALIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES ÀS 10H15

Morreu no início da noite deste domingo o empresário Marco Antônio Fank (na foto, em reprodução do Facebook). Ele tinha 60 anos e era bastante conhecido da comunidade, sendo sócio-proprietário do tradicional Restaurante Augusto, fundado pelo sogro dele, Augusto Martins, morto em dezembro de 2015. O velório acontece logo após o meio dia, no Cemitério Jardim Santa Rita de Cássia. Após, o corpo será levado para Pelotas, onde deverá ser cremado.

Fank, segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual, citada em matéria originalmente publicada na versão online do Diário de Santa Maria (AQUI), “pilotava uma motocicleta pela ERS-149 quando, por volta das 17h30min, colidiu contra um poste de iluminação pública da rodovia. Com o impacto, Fank precisou de atendimento médico, foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos. A família do empresário confirmou a morte, no final da noite, mas não deu mais detalhes sobre o acidente.”

Este editor apurou que Marco Fank chegou a ser trazido ao Hospital de Caridade Dr Astrogildo de Azevedo, levado ao bloco cirúrgico, mas não resistiu.

O sócio-diretor do Restaurante Augusto também manteve intensa atuação junto a órgãos de classe. No mesmo material disponível no DSM, consta a inforrmação de suapassagem como presidente e vice, em diferentes gestões, na Associação de Hotéis e Restaurantes e Agência de Viagens e Turismo de Santa Maria (AHTurr.

Sua simpatia e alegria são reconhecidas desde metade da noite, nas redes sociais, com muitas manifestações de pesar com sua morte.



2 comentários

  1. LUIZ ARLINDO CIOCCARI

    Realmente, fiquei sabendo com muito pesar. Frequentava esse restaurante desde sua fundação, lá por 1968, quando passei a morar perto dele. Marcos simbolizava boa parte da continuidade do trabalho simpático do velho saudoso Augusto. Ele merecia ao menos ter tido um período de aposentadoria, curtir um pouco a vida, depois de tantos anos de prolongado trablho. Que Deus o tenha, descanse em paz. Que Deus conforte todos os familiares. parentes e amigos. Como santa-mariense de coração, acrescentaria mais um pedido: Que seja possível a continuidade desse estabelecimento, querido dos santa-marienses e visitantes.

  2. Rafael Egidio Costabeber Ruviaro

    Nossa cidade esta triste…toda ela, porque o Augusto e o Marco fazem parte da nossa identidade, sem dúvida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *