MÍDIA. Gerente da Guaíba desabafa sobre ‘privilégio privilégio da informação’ do governo, em favor da RBS

MÍDIA. Gerente da Guaíba desabafa sobre ‘privilégio privilégio da informação’ do governo, em favor da RBS

Do portal especializado Coletiva.Net, com imagem de Reprodução

MÍDIA. Gerente da Guaíba desabafa sobre ‘privilégio privilégio da informação’ do governo, em favor da RBS - coletiva-net-nando

Gross e Ananda no comando de programa “Direto ao Ponto”, da Rádio Guaíba. O desabafo do jornalista que gerencia a emissora da Caldas Júnior

“Nós ficamos todos como babacas, como idiotas. Vamos fazer o quê na coletiva de imprensa? Já está tudo publicado por outra empresa concorrente nossa.” Foi assim que Nando Gross, gerente-geral da rádio Guaíba, abriu a edição de hoje, 28, do programa Direto ao Ponto, que vai ao ar, ao vivo, de segunda a sexta-feira, às 9h. Durante cerca de dois minutos, logo no início da atração, o apresentador mostrou sua indignação sobre privilégio de informação.

O caso se refere a uma coletiva de imprensa organizada pelo governo do Rio Grande do Sul na manhã desta quinta-feira, às 9h30, para apresentar o Plano de Segurança. No entanto, Nando lamentou que as informações já houvessem sido previamente publicadas em Zero Hora, na coluna de Rosane de Oliveira. “Entende-se que todos saberiam do Plano de Segurança ao mesmo tempo”, citou.

Em seu depoimento, ao lado da colega de bancada Ananda Müller, o jornalista mencionou que hoje, no governo gaúcho, “especialmente na Secretaria de Segurança Pública (SSP), todos os colegas jornalistas são ex-funcionários da mesma empresa”, disse, ao se referir ao Grupo RBS. Desde o começo deste mês, a coordenação da Comunicação da SSP está nas mãos de Zete Padilha, que deixou a RBS TV para assumir o cargo público.

“Uma coisa é o mérito jornalístico de alguém ir atrás e descobrir um furo de reportagem e dar a noticia. Agora, informação privilegiada por uma relação de ex-colegas, ainda mais quando se fala em órgãos públicos não é legal”, lamentou Nando. Após o desabafo, ele informou que a rádio Guaíba não estaria presente na coletiva de imprensa. Ao Coletiva.net, o apresentador confirmou que não foi enviado nenhum repórter para a entrevista.

Em conversa com o portal, Nando falou que recebeu inúmeras mensagens e ligações depois do programa. Segundo ele, o assessor de imprensa Juliano Rodrigues, que atua diretamente com o governador Eduardo Leite, entendeu a crítica e lamentou que tenha ocorrido o que chamou de “falha”. Por sua vez, o diretor de Jornalismo da Secretaria Estadual de Comunicação, Alexandre Elmi, disse que o texto de Rosane era superficial, sem muitas informações.

Convicto de que houve uma falha na comunicação do governo estadual, Nando afirmou que isso é uma “falta de respeito” e que não pode ocorrer, especialmente, em órgãos públicos. “Alguém lá de dentro vazou a informação. Sei que falei em nome da Guaíba e de outros jornalistas que se sentiram injustiçados”, finalizou.

O programa Direto ao Ponto desta quinta-feira pode ser assistido AQUI.

PARA LER NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *