BARRACO DA ALEMOA. Frida, as suas intermináveis férias e o que sobra para o leitor em novo ‘remember’

BARRACO DA ALEMOA. Frida, as suas intermináveis férias e o que sobra para o leitor em novo ‘remember’

BARRACO DA ALEMOA. Frida, as suas intermináveis férias e o que sobra para o leitor em novo ‘remember’ - Barraco-da-AlemoaFrida ZenKalo, nossa colunista mundano-social-cultural e, vá lá, eventualmente política, por enquanto apenas manda telegrama. Nada de terminar suas férias, que até parecem de outra categoria profissional – daquelas que garantem 60 dias de folga por ano.

Mas ela garante não descuidar do trabalho. Tanto que enviou, por sinal de fumaça, e em letra cursiva bem bonitinha, três notas pra lá de interessantes, originalmente publicadas ano passado.

Uma delas mexe com as brigas do petismo local. E que, no caso desta específica, terminou bem, inclusive com direito a uma música sertaneja que embalou a reconciliação entre dois edis da sigla lulista na Câmara santa-mariense.

Mas há mais. Há outra sobre a música cantada por importante empresário que participou das discussões do Plano Diretor e uma terceira a tratar de uma aposta digna de Copa do Mundo, para saber quem ou o que aconteceria antes. Entre as questões estava… Bem, só leendo mesmo o Barraco da Alemoa. Tão logo chegue a meia noite você a lerá aqui, na íntegra. Aguarde!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *