Destaque

PREFEITURA. Com volta de Lorena Santos à Câmara, mulheres passam a ser minoria no Secretariado

Lorena Santos reassumiu posto no Parlamento nessa quinta-feira. Ela, que é suplente, já tinha atuado na Câmara de Vereadores em 2017

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Mateus Azevedo/AICV), da Equipe do Site

A quinta-feira (14) foi marcada pela formalização de um troca-troca entre dois tucanos. Lorena Santos deixou a titularidade da Secretaria de Desenvolvimento Social e retornou ao Legislativo municipal no lugar de João Chaves, que por sua vez reassumiu a vaga deixada por Lorena. A mudança coloca um ponto final na reforma do secretariado, marcada pela queda do número de mulheres.

Elas já chegaram a ser maioria no governo Pozzobom. Em setembro de 2017, por exemplo, o jornal Diário noticiava que, das 12 pastas, sete tinham mulheres na chefia (AQUI).

Hoje, elas são cinco: Carolina Lisowski, na Controladoria Geral; Marta Zanella (MDB) na Cultura, Esporte e Lazer; Lúcia Madruga, na Educação; Sandra Rebelato, no Meio Ambiente; e Rossana Schuch Boeira, na Procuradoria Geral.

Além de Lorena, deixaram o primeiro escalão durante a reforma as ex-secretárias Angela Pisani, de Estruturação e Regulação Urbana; Verônica de David Antonio; de Gestão; e Liliane Duarte, de Saúde.

As três foram substituídas, respectivamente, por José Antônio de Azevedo Gomes, Marco Mascarenhas, e pelo vereador licenciado Francisco Harrisson (MDB).

Apoio e orações

Lorena passou um ano à frente da Secretaria de Desenvolvimento Social, onde realizou uma gestão discreta. Ela não conseguiu resolver o maior problema enfrentado na pasta: a reabertura do Restaurante Popular, fechado desde 2016.

No Facebook, a vereadora festejou o retorno ao Legislativo.

“Peço o apoio e as orações de vocês nessa nova fase e desejo ao vereador João Chaves sucesso à frente da Secretaria de Desenvolvimento Social”, postou a parlamentar.

Em 2017, ela já havia atuado na Câmara como vereadora suplente, também no lugar de João Chaves.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. Dando risada. O site tem uma colunista fixa que escreve sobre filmes que a grande maioria ignora (constatação, não é juízo de valor). As últimas quatro ‘aquisições’ foram masculinas. Dois só falam mal dos outros e dois só divulgam os próprios feitos (ou seja, são lidos pelos correligionários e os poucos que se interessam só em política).

  2. Deve ser brabo ser uma vereadora que serve só de pecinha… vai onde o prefeito quer. Ou pior ainda, saber que tiraram da câmara porque não tinha condições e voltou porque nao deu certo de secretária. Coitada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo