CINEMA. Curta metragem dirigido por santa-mariense é único gaúcho selecionado para festival em Portugal

CINEMA. Curta metragem dirigido por santa-mariense é único gaúcho selecionado para festival em Portugal

CINEMA. Curta metragem dirigido por santa-mariense é único gaúcho selecionado para festival em Portugal - beto-cassol

Luiz Alberto Cassol e os atores, ambos premiados na Mostra Gaúcha de Gramado, do filme “Grito”, selecionado para festival luso

Da Assessoria de Imprensa (Padrinho Conteúdo – ALEXANDRA ZANELLA), com fotos de Divulgação

O curta-metragem “Grito” foi selecionado para o Festival Itinerante da Língua Portuguesa, o FESTin, que ocorre em Portugal entre os dias 15 e 22 de maio, em sua 10ª edição. Além de “Grito”, outros 7 curtas brasileiros foram selecionados.

CONFIRA AQUI A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO FESTIN

O FESTIn é um evento internacional e é referência por ser o único em Portugal dedicado exclusivamente à cultura cinematográfica lusófona. Já foram mais de 800 filmes exibidos, entre ficção e documentário, nos formatos curtas, médias e longa-metragens.

Além das mostras, o festival se propõem a discutir o futuro do cinema e sua contribuição como linguagem artística para a compreensão e a prática dos direitos humanos, da cidadania e da inclusão social, com diversas atividades paralelas, como mesas redondas, seminários, oficinas e outras opções de lazer e cultura para os participantes.
Para o diretor de “Grito”, Luiz Alberto Cassol, o “curta começa da melhor maneira possível sua trajetória internacional participando de um dos principais festivais do mundo por sua relevância ao criar um intercâmbio efetivo entre obras cinematográficas lusófonas”.
Sobre o filme “Grito”:
O filme, que teve como locação a cidade de Novo Hamburgo, é protagonizado pelo atores Sirmar Antunes e Clemente Viscaíno e trata sobre qual o exato momento em que se dá uma despedida? Aquele espaço de tempo que não pode ser verbalizado. O que fica, o que está, o que é? Um momento que pode significar todos os caminhos.

O curta-metragem “Grito” participou da Mostra Gaúcha do 47º Festival de Cinema de Gramado (2018), onde recebeu o prêmio de melhor ator dividido entre os atores Sirmar Antunes e Clemente Viscaíno. Também participou do 4º Festival de Cinema de Três Passos (2018) onde recebeu Menção Honrosa e o 6º Cineserra – Festival do Audiovisual da Serra Gaúcha (2019), onde também recebeu Menção Honrosa. O curta já está selecionado para 5º Ver Ouvindo em Recife. Ao final de 2018 a Rede Latinópolis colocou o filme em seu catálogo para exibições em vários países a partir 2019.
Sobre o diretor Luiz Alberto Cassol:
É Diretor Cinematográfico e Cineclubista. Dirigiu e roteirizou diversos curtas, entre eles: “Águas Dançantes”, “InSanidades”, “Anônimos”, “Fome de Quê”, “Faltam 05 Minutos” e “Tabaré Inácio”.

Dirigiu os longas documentais “Câncer – Sem Medo da Palavra”, “Edmundo”, “Janeiro 27”(codirigido com Paulo Nascimento), “Todos” (codirigido com Marilaine Castro da Costa), “Grandes Médicos” (codirigido com Marilaine Castro da Costa) e “Golpe” (codirigido com Guilherme Castro).

É codiretor da serie “Chuteira Preta” (dirigida por Paulo Nascimento) e diretor da segunda unidade da série “Animal” (dirigida por Paulo Nascimento).

Atualmente trabalha na direção e montagem da série “Críticos”.

Luiz Alberto Cassol trabalha na coordenação do Festival Santa Maria Vídeo e Cinema onde realiza também a curadoria de longas. Integra o Fórum Entre Fronteiras (Brasil, Argentina e Paraguai). Foi Presidente do Conselho Nacional de Cineclubes (CNC) e Diretor do Instituto Estadual de Cinema do Rio Grande do Sul e da Cinemateca Paulo Amorim, da Casa de Cultura Mario Quintana. É diretor da produtora Filmes de Junho e Diretor de Cena da Accorde Filmes.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *