AssembleiaMulherRegiãoSegurança

AUDIÊNCIA. Feminicídios em alta e marcha, temas para Valdeci Oliveira e o vice-governador Ranolfo

Por TIAGO MACHADO (texto e foto), da Assessoria de Imprensa do Parlamentar

O deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) foi recebido, nesta quarta (22), em Porto Alegre, pelo vice-governador e secretário estadual da Segurança, Ranolfo Vieira Junior (no centro da foto acima). Além de convidá-lo para ser um dos palestrantes da 14ª Marcha de Vereadores da Quarta Colônia, que acontecerá nos dias 29, 30 e 31 de maio, na capital do Estado, Valdeci pediu a Ranolfo a ampliação de ações de prevenção sobre a violência contra a mulher.

O deputado lembrou que, em 2018, no estado, o número de mulheres mortas por questão de gênero aumentou mais de 40% em relação ao ano anterior. Ele também citou o exemplo de Santa Maria, cidade que, em 2018, contabilizou 15 feminicídios e que, em 2019, até o momento, contabilizou quatro assassinatos de mulheres gerados por relações de gênero.

Só no primeiro trimestre desse ano, a cidade também teve 300 mulheres vítimas de ameaças, sete casos de estupros e 222 mulheres que sofreram lesões corporais. “Esses números não podem ser banalizados. É preciso que sejam adotadas políticas contundentes para coibir esses casos, que, apesar de toda legislação existente, seguem ocorrendo e vitimando mulheres pelo estado afora”, defendeu.

O secretário reconheceu que o problema preocupa não só o Estado, como o país inteiro. Ele disse que já determinou à chefe da Polícia Civil, delegada Nadine Anflor, que priorize o tema. “São casos difíceis de prevenir, pois ocorrem, muitas vezes, dentro do ambiente familiar. Mas vamos trabalhar para fortalecer a conscientização, investir em novas tecnologias e ferramentas e para melhorar o atendimento especializado às mulheres vítimas de violência dentro da rede de apoio existente”, salientou.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo