EVENTO. Estreia do ‘Pint of Science’ na cidade atraiu cerca de mil interessados para debates em dois bares

EVENTO. Estreia do ‘Pint of Science’ na cidade atraiu cerca de mil interessados para debates em dois bares

EVENTO. Estreia do ‘Pint of Science’ na cidade atraiu cerca de mil interessados para debates em dois bares - pint-1

Solange Binotto Fagan e um tema de grande importância científica. E com direito até a uma “Casa Nano” (ao fundo) para o público ver

Com informações da Assessoria de Divulgação do evento, via FABIANA PEREIRA e LAURA GOMES (foto)

E o Pint of Science, em Santa Maria, chegou ao final. No último dia, mais uma vez, superou a expectativa com um público de mais de 350 pessoas (nos dias anteriores, foram 300 na segunda, 320 na terça), considerando os dois bares que sediaram o evento nesta noite. As portas do Bar Biroska, em determinado momento da noite, foram fechadas, pois os lugares estavam todos ocupados.

No Biroska, o assunto da noite foi a nanociência e as nanotecnologias.

Quem abriu a noite, às 19h40min, foi a Professora Dra Solange Binotto Fagan, que apresentou o projeto “O admirável mundo nanométrico” dando foco para a presença da nanotecnologia em produtos e equipamentos. Ainda, a palestrante trouxe para exposição ao público a Casa Nano que mostra as várias presenças da nanotecnologia e seus diferentes usos nos ambientes que compõem uma casa.

Após, às 21h, a abordagem sobre “O que os olhos não veem, mas nosso coração pode sentir” foi da Professora Dra Aline Ferreira Ourique, num foco sobre a presença de nanotecnologia na produção e consumo dos alimentos.

Já no Bar Paiol, a temática da noite passou por extremos: da depressão à felicidade. A primeira palestra da noite, com início às 19h30min, na fala do Professor Dr. Guilherme Varga Bochi, iniciou com o questionamento: “Depressão: o mal do século?”. Após, o Professor Dr. Dejalma Cremonese trouxe um outro olhar através da palestra “Em busca da felicidade: aspectos éticos e filosóficos”.

O público se fez presente e participativo na última noite, fazendo questionamentos e olhando de perto a Casa Nano, buscando informações sobre o uso da nanotecnologia em materiais e equipamentos que fazem parte dos diferentes cômodos. Já a professora Aline fez circular entre o público alguns exemplos de aplicação da nanotecnologia em produtos e alimentos.

Entre olhares interessados e conversas, o público comprou a ideia do festival, aproveitando as palestras, a oportunidade de conversar sobre ciência na mesa do bar, além de curtir o ambiente e o encontro entre amigos.

O Pint of Science envolveu a cidade, que abraçou o evento através da realização pelas duas maiores instituições de ensino superior, Universidade Franciscana e Universidade Federal de Santa Maria, além da cobertura da imprensa, dos patrocinadores, apoiadores e palestrantes que desde o início acreditaram na proposta.

Nas avaliações dos organizadores já foram identificados muitos outros assuntos a serem abordados nas próximas edições e palestrantes com interesse em participar. Então, para 2020, o Pint of Science já está em planejamento.



1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *