PINT OF SCIENCE. Evento mundial, que junta o bar com bom debate, chega em Santa Maria pela 1ª vez

PINT OF SCIENCE. Evento mundial, que junta o bar com bom debate, chega em Santa Maria pela 1ª vez

PINT OF SCIENCE. Evento mundial, que junta o bar com bom debate, chega em Santa Maria pela 1ª vez - pint-of

Dejalma Cremonese (no Paiol, dia 22) e Iuri Lammel Marques (no Biroska, dia 21), duas das atrações do evento, pela primeira vez na cidade

Da Assessoria de Comunicação do evento, com imagens de Reprodução

O Pint of Science é o maior festival de divulgação de ciência que ocorre no mundo. Ele tem por objetivo levar os cientistas para perto do público leigo para conversarem sobre desenvolvimentos científicos contemporâneos de uma forma interessante, divertida, envolvente e acessível, em um ambiente descontraído de bares das cidades.

Chegou ao Brasil como um projeto piloto na cidade de São Carlos, em 2015. Logo, o evento conquistou as pessoas pela forma descontraída com a qual explica a dinâmica das pesquisas. Em 2016, foram sete municípios; em 2017 o festival esteve em 22 cidades e em 2018, foram 56 participantes! Este ano, 2019, o Brasil está em primeiro lugar com 87 cidades recebendo o festival; em segundo está a Espanha, com 72.

O festival acontece anualmente no mês de maio e simultaneamente em várias cidades do mundo. Em 2019 o evento será realizado nos dias 20, 21 e 22 de maio, entre 19h30 e 22h. Santa Maria está entre as 87 cidades brasileiras e realizará o evento nos bares Biroska (situado na Avenida Presidente Vargas, 2050) e Paiol (situado também na Avenida Presidente Vargas, 1892). A organização local está sob responsabilidade da Professora Dra Minéia  Weber Blattes, representando a Universidade Franciscana (UFN) e a Pós-Doutoranda Leticia Arantes, representando a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). A Assessoria de Comunicação é da Relações Públicas Fabiana Pereira.

A programação traz assuntos de diferentes temáticas, num olhar da ciência para o público leigo, de forma descontraída, sem jargões e mantendo a credibilidade científica para a sociedade. O objetivo do festival é derrubar intermediários entre o cientista e a sociedade, estabelecendo um canal direto de conversa. O Pint of Science não tem fins lucrativos, e a atividade dos organizadores e dos cientistas não é remunerada. Os bares não cobrarão ingresso, o público paga somente o que consumir em não precisa reservar lugares. Serão 2 bares por noite, com uma temática específica por bar e por noite.

PROGRAMAÇÃO DE SANTA MARIA:

Dia 20

Bar Biroska – Av. Presidente Vargas, 2050

19h30min

Tema 1: Insetos X Humanos: uma convivência de conflitos

Palestrante: Prof. Dr. Jerson Carus Guedes

21h

Tema 2: Flores para todos: do Reino Unido para o Brasil

Palestrante: Prof. Dr. Nereu Augusto Streck

Bar Paiol – Av. Presidente Vargas, 1892

19h30min

Tema 1: A fonte da juventude existe?

Palestrante: Profa Dra Ivana Beatrice Mânica da Cruz

21h

Tema 2: E aí meu velho? Vamos envelhecer saudável?

Palestrante: Prof. Dr. Marco Aurélio de Figueiredo Acosta

Dia 21

Bar Biroska – Av. Presidente Vargas, 2050

19h30min

Tema 1: Fake News: estamos sendo manipulados?

Palestrante: Prof. Ms. Iuri Lammel Marques

21h

Tema 2: Insegurança na rede: algoritmos, ferramentas e práticas

Palestrante: Prof. Dr. Alexandre de Oliveira Zamberlan

Bar Paiol – Av. Presidente Vargas, 1892

19h30min

Tema 1: Uma viagem no tempo: as mudanças climáticas são recentes?

Palestrante: Prof. Dr. Otavio Costa Acevedo

21h

Tema 2: O clima esquentou? O que temos a ver com isso?

Palestrante: Profa Dra Nathalie Tissot Boiaski

Dia 22

Bar Biroska – Av. Presidente Vargas, 2050

19h30min

Tema 1: O admirável mundo nanométrico

Palestrante: Profa Dra Solange Binotto Fagan

21h

Tema 2: O que os olhos não veem, mas nosso coração pode sentir

Palestrante: Profa Dra Aline Ferreira Orique

Bar Paiol – Av. Presidente Vargas, 1892

19h30min

Tema 1: Depressão: o mal do século?

Palestrante: Prof. Dr. Guilherme Vargas Bochi

21h

Tema 2: Em busca da felicidade: aspectos éticos e filosóficos

Palestrante: Prof. Dr Dejalma Cremonese

UM POUCO DE HISTÓRIA

O nome do evento se refere ao copo inglês e americano comum para se beber cervejas chamado Pint. Por trás do festival há uma equipe nacional de 10 pessoas, sete coordenadores regionais, os coordenadores dos municípios participantes e ainda os coordenadores de cada estabelecimento que recebe o festival. São voluntários, muitos professores e estudantes de pós-graduação e envolvidos na área científica das melhores universidades do país com o objetivo de explicar para a população como a Ciência funciona e suas novas descobertas.

Nascido em 2012, da iniciativa de dois pesquisadores do Imperial College que realizavam encontros em seus laboratórios sobre doenças neurodegenerativas, o festival logo conquistou os cinco continentes. Os pesquisadores Michael Motskin e Pavreen Paul recebiam pacientes e pessoas interessadas em suas pesquisas e com o sucesso do encontro se perguntaram como seria possível levar o cientista até as pessoas. Assim começava o Pint of Science; o maior festival de divulgação científica do mundo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *