BASTIDORES. Bolsonaro de não-grato a grato, rolo Moro-Deltan e advogados, prédio da Câmara/licitação

BASTIDORES. Bolsonaro de não-grato a grato, rolo Moro-Deltan e advogados, prédio da Câmara/licitação

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Gabriel Leão), da Equipe do Site

A bombástica reportagem divulgada domingo (9) pelo site The Intercept Brasil tumultuou a política nacional. A matéria revelou a combinação de estratégias do ex-juiz Sérgio Moro com o Ministério Público contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O caso repercutiu até em Santa Maria.

Nessa segunda-feira (10), um movimento de advogados do município – chamado Movimento A Tua OAB – divulgou uma nota em repúdio à violação da imparcialidade por parte de Moro.

“A atuação do julgador/inquisidor, há muito abandonada pelos países democráticos, para além de trazer irresignação aos signatários, configura grave e insanável causa de nulidade processual. Ademais, viola a ética e o decoro necessários ao ato de julgar”, diz trecho da nota.

Mais de 50 pessoas, entre advogados e acadêmicos de Direito, assinaram a nota. Confira:

OAB

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou uma nota, nessa segunda, no qual recomendou o afastamento temporário de Moro, atual ministro da Justiça, e do coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol.

“Especialmente para que as investigações corram sem qualquer suspeita”, diz a OAB.

Clique AQUI para ler na íntegra.

LEIA TAMBÉM OUTRA NOTA A RESPEITO, PUBLICADA HÁ POUQUINHO  (AQUI)

BASTIDORES. Bolsonaro de não-grato a grato, rolo Moro-Deltan e advogados, prédio da Câmara/licitação - bastidores-prédio-da-câmara

Obra de ampliação do Legislativo está paralisada desde 2013 e não há previsão para ser retomada. Agora, uma licitação deserta

Licitação deserta

Nenhuma empresa se habilitou a participar da licitação promovida pela Câmara de Vereadores de Santa Maria, que visava à execução do projeto de recuperação das patologias da obra de ampliação da sede do Parlamento. O processo agora será encaminhado para análise da Procuradoria Jurídica.

Moção de apoio a Bolsonaro

O vereador João Ricardo Vargas (PSDB) protocolou, nessa segunda, uma moção de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), que sábado (15) visitará Santa Maria. Conforme a justificativa, a moção deve-se às ações do chefe de Estado ao combate à corrupção.

“Tal moção tem como fato gerador a instituição do Comitê Interministerial de Combate à Corrupção, órgão colegiado de natureza consultiva, com a finalidade de assessorar o Presidente da República na elaboração, na implementação e na avaliação de políticas públicas destinadas ao combate à corrupção na administração pública federal”, diz Vargas em trecho do protocolo.

Para ler a justificativa na íntegra, clique AQUI.

Persona non grata

Em junho de 1993, quando esteve em Santa Maria pela primeira vez, o então deputado federal pelo PPR-RJ, Jair Bolsonaro, chegou à cidade na condição de visitante ilustre. Porém, a passagem foi marcada por declarações polêmicas, no qual o político declarou que seu maior sonho era governar o Brasil em um regime ditatorial e fechar o Congresso.

Quatro dias após ter sido ‘visitante ilustre’ de Santa Maria, Bolsonaro teve sua condição revogada na Câmara de Vereadores. A cassação do título foi proposta pelo então vereador Paulo Pimenta (PT), que também entrou com um requerimento indicando um novo título ao capitão: ‘persona non grata’, o qual foi aprovado por unanimidade.

Para saber mais, clique AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *