Destaque

CIDADE. Desentendimento entre criador do “Jorgito” e o edil Admar Pozzobom acaba em registro na polícia

Prefeitura Municipal realizou a recuperação asfáltica da Rua Castro Alves. Porém, qualidade do material usado na obra gerou protesto

Por MAIQUEL ROSAURO (com fotos de Divulgação), da Equipe do Site

Um protesto contra a pavimentação asfáltica em uma via de Santa Maria acabou se tornando caso de Polícia. O aposentado Fabiano Lima registrou um boletim de ocorrência contra o vereador Admar Pozzobom (PSDB), alegando que teria sido ameaçado pelo tucano. Por outro lado, o parlamentar deu queixa contra o cidadão, ressaltando que foram divulgadas inverdades a seu respeito.

Lima é conhecido por ter criado o “Jorgito”, boneco de ferro que remete ao prefeito Jorge Pozzobom (PSDB), irmão de Admar, utilizado para chamar atenção para a buraqueira da cidade. No início da tarde dessa segunda-feira (29), ele levou o boneco para a Rua Castro Alves, no Bairro Perpétuo Socorro, onde ocorreu o atrito com Admar.

Fabiano Lima, criador do “Jorgito”, divulgou nas redes sociais boletim de ocorrência contra o vereador tucano Admar Pozzobom

“O manifesto de hoje (segunda) não era em relação aos buracos, mas sim quanto ao material colocado na pavimentação da Castro Alves, totalmente de segunda mão e de péssima qualidade. Não faz dez dias que eles (empresa responsável pela obra) colocaram (o asfalto) e já está saindo”, comenta Lima.

No boletim de ocorrência, postado no Facebook, Lima comunicou que Admar teria passado com seu veículo sobre o boneco e proferido ameaças. Ao site, ele reafirmou o ocorrido.

“Ele (Admar) chegou lá bem brabo, me xingando, chamando de vagabundo e sem-vergonha, dizendo que a obra não está pronta ainda e que se me pegasse com o boneco na rua iria me dar um pau e quebrar minha cara”, relata Lima.

Tucano Admar Pozzobom alega que seu carro não possui avarias, o que provaria que ele não investiu contra o boneco “Jorgito”

Outro lado

Admar afirma que não ameaçou ninguém e não passou seu carro sobre o boneco. Em decorrência da repercussão dos fatos, o tucano registrou um boletim de ocorrência contra Lima.

“Fui buscar meu filho no trabalho, às 14h45min, e me deparei com esse cidadão ali na Castro Alves. Parei o carro, abri o vidro da janela e disse para ele: ‘Tchê, essa obra não tá pronta, esse protesto não vale nada, vai dar tua banda, vai procurar o que fazer, vai botar um serviço neste corpo’. Foi somente isso”, assegura Admar.

O vereador encaminhou ao site seis fotos do seu veículo, em diferentes ângulos, o qual não aparenta possuir avarias.

“Está aí meu carro vistoriado e fotografado pela Polícia Civil e pelo mecânico. Tu acha se eu tivesse passado por cima (do boneco) não teria danificado meu carro?”, questiona Admar.

Prefeitura Municipal informa em seu site que recuperação asfáltica da via está concluída desde o dia 18 de julho (imagem de Reprodução)

Prefeitura informa que recapeamento está concluído

As obras de recuperação asfáltica na Rua Castro Alves iniciaram no dia 1º de julho, sob a responsabilidade da empresa Cotrel. Conforme publicado no site da Prefeitura, a obra de 700 metros de extensão recebeu um investimento de R$ 82.856,10 (AQUI).

Em 18 de julho, o site da Prefeitura divulgou que a principal parte da obra estava concluída.

“Nesta quinta-feira (18), a equipe da Secretaria Municipal de Infraestrutura concluiu o recapeamento asfáltico da Rua Castro Alves, no Bairro Perpétuo Socorro. O próximo passo para a entrega total da obra é a realização dos serviços de sinalização na via”, informa a matéria (AQUI).

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. O fato é que os dois envolvidos na contenda já perceberam que os recursos, obtidos através do endividamento de Santa Maria, estão escoando pelas bocas-de-lobo. Vem mais endividamento por aí?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo