CULTURA. Curta metragem de SM resgata história da última batalha do herói maragato Gumersindo Saraiva

CULTURA. Curta metragem de SM resgata história da última batalha do herói maragato Gumersindo Saraiva

CULTURA. Curta metragem de SM resgata história da última batalha do herói maragato Gumersindo Saraiva - gumercindo-a

Equipe de produção do filme curta-metragem “Gumersindo Saraiva – A última batalha”, em gravações realizadas na região das missões

Da Produção (texto e fotos) de “Gumersindo Saraiva – A Última Batalha”, Especial para o Site

Perseguido tenazmente por três Estados e mais de 2.500 quilômetros pelas forças legalistas, o mais famoso general maragato, Gumersindo Saraiva, chega no dia 10 de agosto de 1893 aos campos do Carovi e vai assistir, junto com seu clarim e um oficial de ordem, as primeiras escaramuças entre sua retaguarda e a vanguarda castilhista que disputam melhores posições para batalha prevista para manhã seguinte.

Foi neste exato momento que tiros de pontaria vindos de um capão próximo atingem mortalmente o já lendário general. A partir daí começa a última e mais dramática batalha de Saraiva: criar uma estratégia para que seus homens cheguem em segurança a fronteira argentina e não deixar seu corpo ser transformado em troféu de guerra pelos seus inimigos.

CULTURA. Curta metragem de SM resgata história da última batalha do herói maragato Gumersindo Saraiva - gumersindo-bE são estas últimas 48 horas do general que o documentário curta-metragem “Gumersindo Saraiva – A Última Batalha” retrata em seus 25 minutos de duração, repleto de fotografias da época, depoimento de historiadores e autores, cenas ficcionais para melhor contextualização do conflito e, ainda, percorre, em lombo de cavalo, os 55 quilômetros do derradeiro trajeto histórico percorrido pelo general entre o Carovi, e o Cemitério dos Capuchinhos, em Itacurubi, onde foi enterrado pela primeira vez de seus cinco sepultamentos.

AMANHÃ E QUARTA, AQUI NESTE SITE, SUPER-REPORTAGEM

SOBRE O GRANDE GENERAL MARAGATO, GUMERSINDO SARAIVA

“Ao resgatar a história de Gumersindo Saraiva e da Revolução de 1893, revelamos também as raízes da política brasileira dos últimos 100 anos.”, explica o diretor do curta-metragem, Ricardo Ritzel.

O documentário foi gravado em Santa Maria, Santiago, Capão do Cipó, Bossoroca e Itacurubi (nos mesmos locais onde os fatos históricos aconteceram) e tem estreia marcada para o dia 10 de agosto nas Missões. Logo a seguir, será lançado em Santa Maria e Porto Alegre. Segundo os produtores do curta, a obra deve entrar no circuito de festivais e mostras de cinema 2019-2020 do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai.

O curta-metragem é uma co-produção santa-mariense da Sur Comunicação e produtora Inception Filmes (leia-se Agência Advertência), tem direção de Ricardo Ritzel e Rubens Fabricio Anzolin, roteiro de Marcos Fabricio e Ricardo Ritzel, produção-executiva de Caco Fabricio, direção de fotografia de Lucas Cauduro, câmeras de Erick Cauduro, Rodrigo Fortes e Lucas Cauduro, e a participação especial da atriz santa-mariense Vera Márcia Mesquita e da Confraria dos Cavaleiros da Paz, de Porto Alegre.

Don Gumersindo quer falar com você!

O documentário está sendo produzido através da venda de cotas para empresas e pessoas físicas. Além dos créditos na obra e na participação da produção de um audiovisual, patrocinadores e apoiadores também recebem um número determinado de DVDs em relação as cotas adquiridas para serem distribuídos no próximo final de ano para amigos e clientes.

As cotas podem ser adquiridas através dos telefones (55) 996 182811 ou (55) 999 941099, onde também mais informações podem ser dadas aos interessados.

QUER CONFERIR O TRAILER DO FILME? AQUI

OBSERVAÇÃO DO EDITOR: A convite do site, o jornalista Ricardo Ritzel produziu extenso material contando um pouco mais do que foi general maragato Gumersindo Saraiva, até chegar a sua última batalha – contada no documentário. Essa reportagem será publicada pelo site nas duas próximas madrugadas, com exclusividade.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *