BASTIDORES. ‘Future-se’, o filho de Onyx, diárias e alfinetadas, um troca-troca em comissões na Câmara

BASTIDORES. ‘Future-se’, o filho de Onyx, diárias e alfinetadas, um troca-troca em comissões na Câmara

Por MAIQUEL ROSAURO (com fotos de Divulgação/Fórum e Mateus Azevedo/AICV), da Equipe do Site

Tempo é uma das coisas mais importantes nos dias atuais, inclusive para os vereadores santa-marienses. Dois parlamentares estão promovendo um troca-troca em comissões da Casa devido à falta de tempo.

Na sessão desta terça-feira (20), por exemplo, será escolhido no Plenário um novo integrante para a comissão especial criada para tratar de Agricultura Urbana e Periurbana Sustentável em Santa Maria. O vereador Vanderlei Araujo (PP) renunciou ao seu cargo de vice-presidente do colegiado.

“Único motivo (para deixar a comissão). Falta de tempo para participar ativamente dos trabalhos”, explica Araujo.

A comissão também é composta por Manoel Badke – Maneco (DEM), presidente, e Celita da Silva (PT), relatora. Ambos continuam em seus cargos.

BASTIDORES. ‘Future-se’, o filho de Onyx, diárias e alfinetadas, um troca-troca em comissões na Câmara - bastidores-câmara-CCJ

Alexandre Vargas (segundo da esquerda à direita) não é mais integrante da CCJ. No seu lugar, ingressou o emedebista Adelar Vargas

Dança das cadeiras

Alexandre Vargas (Republicanos), que além de vereador atua como fiscal do Município, diminuiu sua carga horária na Prefeitura de 40h para 30h para conseguir conciliar seus compromissos dos dois Poderes. Mesmo assim, o parlamentar também promove uma dança das cadeiras em três Comissões Permanentes.

Vargas renunciou ao seu cargo na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o principal colegiado da Casa, cujas reuniões ocorrem, semanalmente, nas manhãs de terça, às 9h30min. Em seu lugar, na CCJ, ingressou Adelar Vargas (MDB) – Bolinha.

O republicano também saiu da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, que se reúne as quintas, às 8h30min, e ingressou na Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, cujos encontros ocorrem as terças, às 13h30min. A troca só foi possível graças ao colega Marion Mortari (PSD), que deixou o colegiado de Direitos Humanos e foi para a Saúde.

Future-se

O vereador Valdir Oliveira (PT) defenderá, na sessão desta terça (20), uma moção de repúdio ao Ministério da Educação pelo anúncio do programa Future-se.

“O Future-se representa o fim da expansão das universidades e pode significar o desaparecimento das federais no interior. Justamente porque uma dependência do setor privado irá forçar a concentração dessas instituições próximas dos grandes centros industriais e financeiros, criando inclusive grandes distorções regionais”, aponta Valdir na defesa da proposta.

Para ler a iniciativa na íntegra, clique AQUI.

BASTIDORES. ‘Future-se’, o filho de Onyx, diárias e alfinetadas, um troca-troca em comissões na Câmara - bastidores-almoço-forum

Filho do ministro Onyx, deputado Lorenzoni, do DEM, falou na reunião sobre a Declaração Estadual de Direitos de Liberdade Econômica

Liberdade econômica

O deputado estadual Rodrigo Lorenzoni (DEM) esteve em Santa Maria nessa segunda-feira (19), participando do almoço do Fórum das Entidades Empresariais. No encontro, que também contou com a presença do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) e do vereador Manoel Badke – Maneco (DEM), Lorenzoni falou sobre seu trabalho na Assembleia Legislativa e o Projeto de Lei que cria a Declaração Estadual de Direitos de Liberdade Econômica.

Duas curiosidades: Rodrigo Lorenzoni é o presidente estadual do Democratas e também é filho do ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM).

Não curtiu

O comentário da vereadora Lorena Santos (PSDB) na tribuna, que festejou o fato de ter conseguido uma emenda de R$ 150 mil para a saúde sem ter precisado viajar (AQUI), segue rendendo nos bastidores. O vereador Daniel Diniz (PT), acredita que a alfinetada não tenha sido direcionada à bancada petista. Na terça passada, quando a tucana proferiu o discurso, Diniz e Valdir Oliveira (PT) estavam em Brasília.

O petista pretende questionar na tribuna se o comentário de Lorena foi algum tipo de indireta.

“Em nenhum momento, a bancada do Partido dos Trabalhadores questionou as viagens dos vereadores da bancada do PSDB, a exemplo das mais recentes desde 2017. Nunca  discutimos publicamente esse tipo de fato, mas terei o maior prazer em debater esse assunto com a vereadora, assim ninguém fica jogando para a torcida”, afirma Diniz.

Diárias

Apenas para enriquecer o debate: nos primeiros seis meses deste ano, os vereadores de Santa Maria receberam em diárias R$ 50.488,20. Em todo o ano de 2018, o total gasto em diárias foi de R$ 61.621,00. Para saber mais, clique AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *