UFSM. Empresários cobram “esclarecimentos” de reitor, por palavras contra “corruptos e sonegadores”

UFSM. Empresários cobram “esclarecimentos” de reitor, por palavras contra “corruptos e sonegadores”

UFSM. Empresários cobram “esclarecimentos” de reitor, por palavras contra “corruptos e sonegadores” - sedufsm-conselho

Conselho Universitário tratou, ainda que inconclusivamente, sobre o programa Future-se. Mas o que chamou a atenção foi outra coisa

Foi na reunião desta sexta-feira, do Conselho Universitário, a maior instância deliberativa da UFSM. O objetivo era discutir o programa “Future-se”. E até se discutiu, ainda que não conclusivamente. No encontro acontecido na Sala dos Conselhos do prédio da Administração Central, o reitor Paulo Burmann deu a conhecer correspondência recebida do Fórum de Entidades Empresariais.

O fato e o que dele decorreu, além de outras informações, receberam a atenção da Assessoria de Imprensa da Seção Sindical dos Docentes da UFSM. O material original era sobre o “Future-se”, mas o editor destaca trecho específico sobre os “esclarecimentos” solicitados pelos empresários. Acompanhe, no texto de Fritz R. Nunes. A foto é Multiweb/Divulgação. A seguir:

“…Fórum de empresários pede informações a Burmann

E o pronunciamento do reitor Paulo Burmann, no dia 9 de agosto, na formatura dos cursos de Engenharia Civil e Elétrica da UFSM, continua repercutindo. Na sessão do Consu desta sexta, o dirigente máximo da universidade comunicou, conforme relato de um conselheiro repassado à Sedufsm, que recebeu um documento do Fórum de Entidades Empresariais de Santa Maria.

Nessa correspondência, a entidade estaria pedindo uma retratação de Burmann em relação às afirmações feitas no discurso de formatura, tais como: “não vamos nos dobrar aos conceitos de corruptos e sonegadores de impostos. Podem continuar esbravejando”, frases que responderiam a comentários críticos à UFSM por parte do empresário de Santa Catarina, Luciano Hang, que abrirá uma loja na cidade em breve.

Contatado pela assessoria de imprensa da Sedufsm, o coordenador do fórum empresarial, Souvenir Machado, não mencionou um suposto pedido de retratação. Segundo ele, o Fórum, que representa 20 entidades, fez um pedido de esclarecimento ao reitor, tendo em vista que a manifestação de Burmann sobre “corruptos e sonegadores” teria sido dita de forma genérica. “Queremos saber quem são os empresários aos quais ele se referiu”, disse Souvenir. O dirigente empresarial destacou que a entidade tem muito “respeito ao reitor” e frisou que lamenta que o envio de uma “correspondência interna” tenha sido “vazado”.
Até o fechamento desta matéria, não conseguimos confirmar outros detalhes com a assessoria de comunicação do gabinete do reitor.”

PARA A ÍNTEGRA, INCLUSIVE SOBRE DEBATE ACERCA DO “FUTURE-SE”, CLIQUE AQUI.



4 comentários

  1. O Brando

    Outra falsa polêmica. Burmann é um FG demissível ad nutum. Daqui 2 anos (se tanto) volta para a planície, vira ‘ex’ e não se fala mais no sujeito.
    Pergunta que não quer calar, dentre os formandos quantos tinham emprego em vista?

  2. Neimar Iop

    Acho estranho o empresariado da cidade fazer o comentário sobre o assunto. Primeiro que os empresários locais deveriam defender e enaltecer a UFSM, onde muitos seformaram e formaram seus filhos. Também achei estranho se ofenderem sendo que a resposta era direta ao empresarior que, sem conhecimento algum, tentou desqualificar a UFSM.
    Quanto aos formandos acho que nenhum tinha espaço nas empresas locais, pois eles buscam grandes e modernas empresas, o que, infelizmente, nossa cidade não possui.
    E em resposta ao Brando, entendo que o Reitor Burmann não cairá no esquecimento, principalmente pela coragem de enfrentar aqueles que tentam destruir a história da UFSM, desqualificar seu quadro de professores (maioria Doutores), servidores e a comunidade estudantil.

  3. Mauro Bianco

    Mas que trabalheira vai dar pra boicotar as empresas do Fórum e da ADESM, tchê! http://adesm.org.br/adesm

  4. Reinaldo Vizcarra

    Acho que o Burmann nem se deve dar ao trabalho de responder… tem tanta coisa mais importante para fazer, do que alimentar um debate que já ficou improdutivo nesse país. Quem ataca a universidade não vai mais melhorar, como consciência ou inteligência cidadã ou desenvolvimentista. Quem defende esse tipo de governo também não. Então deixe que fiquem com suas dúvidas. Ter dúvidas, no caso dos defensores “disso” que se instalou, já é um avanço na mentalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *