AMBIENTE. ‘Visita’ da Prefeitura na Rua Canário, no Bairro Itararé, recolhe 730 quilos de bens inservíveis

AMBIENTE. ‘Visita’ da Prefeitura na Rua Canário, no Bairro Itararé, recolhe 730 quilos de bens inservíveis

AMBIENTE. ‘Visita’ da Prefeitura na Rua Canário, no Bairro Itararé, recolhe 730 quilos de bens inservíveis - prefeitura-meio-ambiente-canário

Sem estrutura para receber caminhão de coleta de lixo, ação ambiental recolheu inservíveis e buscou também conscientizar os moradores

Por MAURÍCIO ARAUJO (texto) e ARIÉLI ZIEGLER (foto), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Dando continuidade ao projeto “Visita Ambiental”, a Prefeitura de Santa Maria realizou uma ação, na tarde desta segunda-feira (09), na Rua Canário, no Bairro Itararé. Na oportunidade, equipes da Secretaria de Município de Meio Ambiente fizeram o recolhimento de bens inservíveis, instalaram lixeiras comunitárias em pontos estratégicos e realizaram trabalho de conscientização aos moradores, salientando sobre a necessidade de descartar os resíduos nos recipientes instalados.

A via contemplada no projeto foi escolhida porque o caminhão de coleta de lixo não consegue acessar a rua, pois a mesma não tem estrutura para receber o veículo. Assim, foram instaladas duas lixeiras comunitárias com a intenção de que os moradores depositem os resíduos no recipiente. O trabalho de conscientização e de Educação Ambiental, conforme a Secretaria de Meio Ambiente, é justamente para que os resíduos e os bens inservíveis não voltem a ocupar os espaços públicos.

Conforme a secretária de Meio Ambiente, Sandra Rebelato, é de extrema importância a conscientização de todas as comunidades para que façam o descarte de resíduos nos recipientes adequados. Na Rua Canário, o caminhão de coleta faz a retirada dos resíduos às segundas, às quartas e às sextas-feiras, a partir das 17h.

A ação ocorreu das 14h às 16h30min, tendo sido recolhidos 730 quilos de bens inservíveis e outros resíduos da via. A Prefeitura também orientou os moradores a buscarem a composteira da comunidade, em que os resíduos orgânicos são transformados em adubo, para saber se outros descartes podem ser reutilizados.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *