REAÇÃO. ‘Coletivo Voe’ lança nota. Pede Justiça para Carolline e Nemer (Mana), mortas no final de semana

REAÇÃO. ‘Coletivo Voe’ lança nota. Pede Justiça para Carolline e Nemer (Mana), mortas no final de semana

REAÇÃO. ‘Coletivo Voe’ lança nota. Pede Justiça para Carolline e Nemer (Mana), mortas no final de semana - transfobia

Carolline e Mana foram assassinadas, respectivamente na madrugada e na noite de sábado. Até agora, não há autoria ainda determinada

Ao informar a prisão do suspeito do estupro (seguido de morte) de um menino de cinco anos, na manhã de hoje, o site também trouxe a notícia do assassinato de Nemer da Silva Rodrigues, no Bairro Tancredo Neves. Omitiu, por absoluto desconhecimento, que se tratava da trans Mana, muito querida por um punhado de gente.

Feito o registro, acrescente-se que tanto o caso de Mana, quanto o de Carolline Dias, 27 anos, morta com um tiro na madrugada de sábado, ainda não têm solução. A polícia investiga os dois casos. Agora à noite, de todo modo, o grupo “Coletivo Voe” lançou uma nota no Facebook, onde cobra Justiça. Confira você mesmo, a seguir. As fotos são de Reprodução:

“O Coletivo Voe vem através dessa nota se solidarizar com o movimento em prol da justiça para Carolline Dias assasinada na madrugada de ontem (07/09) e Neimer (Mana) assasinada na madrugada de hoje (08/09).

Em menos de 24h, em Santa Maria, tivemos dois assassinatos brutais contra mulheres trans. Há três meses foi criminalizada a LGBTfobia, porém infelizmente na “vida real” as pessoas LGBT continuam morrendo e sempre é bom lembrar ou falar pra quem ainda não sabe: O Brasil está entre os países que mais mata pessoas LGBT.

A transfobia está escrachada na sociedade, a vulnerabilidade das pessoas trans é tanto que sua estimativa de vida é de 35 anos. É nesse sentido que temos que lutar e resistir por essas pessoas, por essas vidas. Por isso, estamos na luta com o Alojamento da Verônica e o movimento trans nacional para que a morte dessas pessoas não seja apenas um dado estatístico, mas que sirva para que políticas públicas sejam desenvolvidas, promovendo a vida de LGBTs.

Não deixemos que a censura ganhe espaço e fortaleceremos mais ainda nossa luta reivindicando cada vez mais nossos direitos!

** O Coletivo Voe está realizando uma pesquisa no município de Santa Maria sobre casos de violência contra LGBTs. Caso você tenha sofrido algum tipo de violência entre 2018 e 2019 no município de Santa Maria, Participe:AQUI

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *