SAÚDE. Santa Maria adere ao sistema de regulação remota e dá um novo passo para municipalizar SAMU

SAÚDE. Santa Maria adere ao sistema de regulação remota e dá um novo passo para municipalizar SAMU

SAÚDE. Santa Maria adere ao sistema de regulação remota e dá um novo passo para municipalizar SAMU - prefeitura-samuPor MANUELA VASCONCELLOS (com foto de Divulgação), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Por meio do empenho da administração Jorge Pozzobom, Santa Maria é o primeiro município gaúcho a aderir à Regulação Compartilhada por meio de Centrais Acessórias de Regulação Remota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O termo de adesão foi assinado pelo chefe do Executivo na tarde desta terça-feira (10), em Porto Alegre, na presença (confira na foto acima) da secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, e do secretário municipal de Saúde, Francisco Harrisson.

“Demos mais um importante passo para a instalação da Central Telefônica do Samu em Santa Maria. Trata-se de mais um compromisso que estamos honrando, com muita alegria, para o nosso Município”, reforça o prefeito Jorge Pozzobom, acompanhado do coordenador de Urgência e Emergência do Estado, Eduardo Elsade.

“Vamos batalhar para ser o primeiro município gaúcho a implementar o programa. Agora, aguardamos a implantação por parte da empresa executora da infraestrutura”, explica o secretário de Saúde, Francisco Harrisson, referindo-se ao Instituto Masper, responsável por prestar o serviço do Samu em Santa Maria.

A regulação do Samu por Santa Maria vai garantir mais agilidade nos atendimentos para a população local. Conforme o termo de adesão, que confirma a municipalização do serviço, os atendimentos ocorrerão todos os dias, das 7h às 19h, com profissional médico que atuará somente como médico regulador.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *