EducaçãoEstadoTrabalho

ESTADO. Fórum de Diretores de Escolas chega à conclusão de que greve do magistério “é inevitável”

Fórum de Diretores de Escolas do 2º Núcleo do CPERS-Sindicato foi realizado na noite de quarta-feira (23), na Escola Maria Rocha

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e foto), da Assessoria de Imprensa do CPERS-Sindicato

A greve é inevitável. Esta foi a conclusão do Fórum dos Diretores de Escolas do 2º Núcleo do CPERS/Sindicato, realizado na noite de quarta-feira (23), na Escola Maria Rocha, em Santa Maria. A paralisação terá início 72 horas após o governador Eduardo Leite (PSDB) protocolar na Assembleia Legislativa o pacote que muda regras do funcionalismo.

Durante o encontro, o assessor jurídico da entidade, Dejair Eugênio, detalhou os objetivos do pacote e as consequências para a categoria. A proposta do Piratini inclui a retirada de direitos como triênios, difícil acesso e a incorporação de gratificações à aposentadoria.

A maior crítica é em relação à remuneração, uma vez o governo pretende tirar as gratificações e vantagens para redistribuir no salário básico a fim de pagar o piso.

“Pela proposta apresentada, o piso do magistério será custeado pela própria remuneração do professor, ou seja, sairá do seu próprio bolso”, disse Eugênio.

Frente ao embate que se avizinha com o governo, o diretor do 2º Núcleo do CPERS, Rafael Torres, defendeu que os educadores atuem de forma unitária, junto com as demais categorias.

“Temos uma greve no horizonte e ela já está aprovada. Não cabe outra assembleia. A próxima (assembleia) será no primeiro dia de greve que, talvez, poderá ser na semana que vem”, projeta Torres.

O encontro foi acompanhando pela professora Sandra Regio, integrante da Direção Central do CPERS, que orientou os diretores a transmitirem as informações sobre o pacote de Leite aos professores.

“Todos os nossos colegas têm que saber o que vão perder. É uma enxurrada de perdas, ninguém ganha nada e ninguém leva nada. Estamos em defesa de nossa vida funcional”, afirmou Sandra.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo