VIDA, HOJE! A briga por uma alimentação saudável

VIDA, HOJE! A briga por uma alimentação saudável

Por LEONARDO MACHADO MARTINS (com foto StockFreeImagens), Especial para o Site (*)

VIDA, HOJE! A briga por uma alimentação saudável - leonardo-alimentação-saudávelManter uma alimentação saudável muitas vezes pode ser complicado para a maioria das pessoas. As consequências de uma má alimentação podem ser enormes a longo prazo, principalmente com o alto consumo de açúcar e gorduras.

Uma alimentação saudável tem a sua importância, pois com ela pode-se ter uma alimentação equilibrada e deve ser bem dividida mesclando qualidade e quantidade, segundo a necessidade de cada indivíduo. Assim se obtém todos os macronutrientes (gorduras, carboidratos e proteínas) e micronutrientes (vitaminas e minerais) que corpo precisa para as suas atividades diárias. Além do que, se evita o surgimento de doenças, sempre beneficiando o bem estar,  fundamental  para a manutenção da saúde.

As consequências de uma má alimentação são inúmeras. Má alimentação é, hoje, uma das principais causas de morte no mundo, na frente, inclusive, do cigarro e da hipertensão arterial. Uma alimentação inadequada está relacionada ao desenvolvimento de doenças e problemas de saúde, como obesidade, sobrepeso, doenças cardiovasculares, câncer e diabetes tipo 2, entre outras.

Segundo a nutricionista Vanessa Mello, só existem benefícios em se alimentar bem, pois previne o surgimento de doenças, reforça o sistema imunológico, ajuda no aumento de peso e entre tantas outras vantagens. Permite, com isso, o bom funcionamento geral do organismo. “A regra geral é alimentar-se a cada três horas. Também é importante fazer as principais refeições, que seriam o café da manhã, almoço e jantar e entre elas lanchar. Isso isso faz com que seu metabolismo acelere mais, devido ao processo desses alimentos. Não fique longos períodos em jejum e cuide muito os alimentos industrializados”, afirmou a nutricionista.

O estudante de nutrição Gabriel Bonacorso conviveu a maior parte da vida com problemas de alimentação: “sempre fui considerado acima do peso para a minha idade e altura. Passei a minha infância toda com sobrepeso. Quando decidi mudar a minha alimentação passei a praticar exercícios físicos e ter o acompanhamento de uma nutricionista e consegui perder cerca de 15 kg apenas mudando a minha alimentação e rotina”.

Sempre é bom consultar um nutricionista antes de iniciar uma dieta saudável, ter o devido acompanhamento e saber o que comer e quando comer. A busca pela melhor qualidade de vida envolve alguns sacrifícios, como deixar de comer aquele doce desejado ou aquele hambúrguer gorduroso, mas os resultados a longo prazo acabam valendo a pena.

(*) Leonardo Machado é acadêmico de Jornalismo da Universidade Franciscana e faz seu “estágio supervisionado” no site



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *