CidadaniaEducaçãoPrefeitura

CIDADANIA. Duas escolas municipais de Santa Maria recebem prêmio nacional de “Educação Fiscal 2019”

Por GUILHERME SUPERTI (com foto de Divulgação), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

A divulgação dos vencedores da oitava edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019 ocorreu na sede da Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo (Afresp), em São Paulo (SP). Duas escolas de Santa Maria foram premiadas (foto ao lado): a Escola Municipal de Ensino Fundamental Pão dos Pobres Santo Antônio e a Escola Municipal de Ensino Infantil João Franciscatto.

Ambas as escolas de Santa Maria foram contempladas com o 2º lugar, por meio de empate técnico. A oitava edição do Prêmio bateu o recorde de participações, com 331 trabalhos inscritos de todo o país, sendo 216 enviados por escolas. O Estado do Rio Grande do Sul conquistou novamente o primeiro lugar em número de projetos inscritos, com 87 trabalhos.

A premiação reconhece, desde 2012, as melhores práticas de educação fiscal e estimula projetos que tratam da importância social dos tributos e da qualidade da aplicação dos recursos em benefício da sociedade.

A coordenadora do Programa Municipal de Educação Fiscal, Rosaura Vargas, expressou sua satisfação com mais uma premiação recebida por Santa Maria.

“Na primeira edição do prêmio, o Programa Municipal de Educação Fiscal conquistou o primeiro lugar e, agora, mais uma vez, estamos levando o nome da nossa cidade ao cenário nacional. É o resultado de muito trabalho de toda a comunidade escolar, tornando a educação fiscal de Santa Maria uma referência”, disse Rosaura.

EMEF PÃO DOS POBRES SANTO ANTÔNIO

Projeto Educação fiscal e cidadania: aprendendo para a vida
Promove há 12 anos ações que contribuem para o entendimento sobre a origem e o destino dos recursos públicos com alunos do 7º e do 8º ano. Nos últimos cinco anos, cerca de 2.600 estudantes tiveram a oportunidade de participar das atividades promovidas, envolvendo 46 profissionais por ano. Dentre as atividades interdisciplinares de cunho social, econômico, político, cultural e ambiental, destaca-se a pesquisa de dados sobre investimentos públicos, principalmente nas áreas de educação, saúde e meio ambiente. A partir dos dados contabilizados na pesquisa, os estudantes investigaram como a emissão de notas fiscais e o aumento de arrecadação do Município pode proporcionar ações de melhorias no Município.

EMEI JOÃO FRANCISCATTO

Projeto Educação fiscal: vivenciando a cidadania por meio do brincar
O projeto existe desde 2012 e envolve, atualmente, 127 crianças, entre 3 e 6 anos, seus familiares, professores e funcionários. Tem por objetivo trabalhar o tema da educação fiscal de forma transversal e integradora durante todo o ano letivo de forma lúdica. Um dos resultados do projeto é a iniciativa “resgatando valores para um mundo melhor através do brincar”, no qual as professoras elaboram atividades, conforme a necessidade e as características de cada turma, pensando que, desde a Educação Infantil, é preciso abordar conceitos como respeito, cidadania, direito e deveres, necessários para uma boa convivência em grupo. Afinal, tudo que é público tem um custo, que é pago por todos.

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo