Destaque

PREFEITURA. Governo perde o PROS. MDB também aponta para a saída. Governo abre mais espaço ao PP

Por unanimidade, PROS decidiu puxar a fila e é o primeiro a desembarcar do governo de Jorge Pozzobom. MDB deve ser o próximo

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Equipe do Site

A porteira está aberta na Administração Municipal. O PROS é o primeiro partido a fazer as malas e deixar o governo de Jorge Pozzobom (PSDB), enquanto o MDB prepara o seu desembarque. Por outro lado, os tucanos apontam para uma reforma no secretariado abrindo mais espaço para o Progressistas.

O presidente do PROS/SM, Jéferson Nunnes, que ocupava o cargo de coordenador da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação exonerou-se da Administração Municipal nesta terça-feira (3). A ação parte uma decisão da Executiva do partido, que decidiu, na quinta (28), por unanimidade, não ocupar mais cargos no governo municipal.

“A partir de agora começamos a pensar 2020, nosso partido teve grande crescimento desde maio do ano passado, quando assumimos a sigla até agora. E não podemos e não iremos desconsiderar o empenho e o comprometimento de todos que contribuíram para isso e continuar sendo um partido de aluguel”, relata Nunnes.

Também visando ao pleito de 2020, o MDB se prepara para deixar o governo. O secretário de Saúde, Francisco Harrisson, e a secretária de Cultura, Marta Zanella, podem deixar o governo até o fim do ano. Porém, ainda não há uma data definida.

“Estamos analisando o jogo político”, afirma uma fonte do emedebismo que pediu o anonimato.

Contudo, não há unanimidade no MDB. O vereador João Kaus (MDB) diz que não concorda com o desembarque da sigla na Prefeitura com o propósito de o partido investir em uma pré-candidatura ao Executivo.

“Isso é uma ação de algum indivíduo ou de algumas pessoas dentro do partido. Não foi definido em nenhuma reunião, isso não existiu”, afirma Kaus.

Reforma

Com o governo se desintegrando, o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) corre para fazer uma reforma no secretariado. Na tarde de terça (3), a presidente da Câmara, Cida Brizola (PP), precisou se ausentar de boa parte da sessão plenária para discutir o assunto na Prefeitura.

“Foi debatida a criação de pastas e mudanças de secretários. Mas no fim das contas, não se decidiu nada”, afirma Cida.

O Site apurou que a mudança no secretariado visa dar mais espaço para o Progressistas na Administração Municipal, uma vez que Pozzobom já não conta com a continuidade do MDB no governo.

Nesta quarta (4), os caciques do PP vão discutir o assunto. E o que estará em jogo não é apenas mais cargos na Prefeitura, mas o futuro da dobradinha PSDB-PP para 2020.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Desembarque é uma palavra forte. Licença não remunerada. Ano que vem é ‘ói nós aqui travez!”.
    Criatura que inventou ‘pros’ para um partido merece um premio. No centro velho de POA está cheio de pros.
    PSDB daqui ac contrario de POA se ajeita com o PP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo