TRABALHO. Educadores estaduais e várias categorias dos servidores preparam um grande evento na capital

TRABALHO. Educadores estaduais e várias categorias dos servidores preparam um grande evento na capital

TRABALHO. Educadores estaduais e várias categorias dos servidores preparam um grande evento na capital - maiquel-cpers

Magistério se somará a categorias como, por exemplo, servidores de nível superior e os policiais civis, que param a partir de segunda-feira

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Assessoria de Imprensa do CPERS/Sindicato

A maior mobilização da história dos servidores públicos do Estado do Rio Grande do Sul ocorrerá na próxima semana, em Porto Alegre, quando o pacote do governador Eduardo Leite (PSDB) que altera planos de carreira será analisado na Assembleia Legislativa. O 2º Núcleo do CPERS/Sindicato mobiliza toda a sua base para lotar dezenas de ônibus com destino à Capital.

“A greve só terminará quando o governo retirar todo o pacote de tramitação. Haverá vigília na Praça da Matriz, sem barganha, tem que retirar o projeto”, avisa o diretor do 2º Núcleo do CPERS, Rafael Torres.

O objetivo do CPERS é fechar todas as escolas estaduais do Estado, entre terça (17) e quinta-feira (19), quando os deputados analisarão, em regime de urgência, os projetos de lei do pacote de Leite.

Educadores que desejam participar do ato devem entrar em contato com o 2º Núcleo do CPERS pelo telefone (55) 3221-7262.

A categoria está em greve desde o dia 18 de novembro. A paralisação não tem prazo para ser finalizada.

Movimento Unificado

Em Porto Alegre, os educadores irão se somar a outras categorias do funcionalismo, como, por exemplo, os servidores de nível superior em greve desde o dia 26 de novembro e os policiais civis, que paralisam a partir de segunda (16). No mesmo dia, a Brigada Militar e o Corpo de Bombeiros iniciam operação-padrão (isso significa que policiais militares e bombeiros não sairão dos batalhões usando munições e coletes vencidos, nem viaturas com pneus carecas).

A partir de terça (17), está previsto o aquartelamento dos servidores da segurança pública. Para isso, o Fórum de Entidades de Classe dos Militares Estaduais (ABAMF, ASSTBM, ASOFBM, ABERGS, AOFERGS e ASPPOM) convoca familiares dos militares para impedirem a saída dos policiais de dentro dos quartéis.

Panfletagem em Santa Maria

Nesta quinta (12), em Santa Maria, ocorrerá panfletagem e mobilização em defesa dos servidores públicos. O ato terá inicio às 16h, na Rua General Neto, em frente à 4ª Coordenadoria Regional de Saúde, e deve reunir profissionais de diversas categorias.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *