CORONAVÍRUS. Reunião entre Prefeitura Municipal e Espaço Contábil trata da retomada da economia local

CORONAVÍRUS. Reunião entre Prefeitura Municipal e Espaço Contábil trata da retomada da economia local

CORONAVÍRUS. Reunião entre Prefeitura Municipal e Espaço Contábil trata da retomada da economia local - prefeitura-espaço-contábil

Encontro entre a Prefeitura e o Espaço Contábil contou com a participação das lideranças do setor de Contabilidade em Santa Maria

Por JOÃO PEDRO LAMAS (texto) e JOÃO ALVES (foto), da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Uma reunião entre a Prefeitura e integrantes do Espaço Contábil Região Centro, na manhã desta terça-feira (7), tratou da retomada da cadeia econômica em Santa Maria em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus, causador da Covid-19. O encontro ocorreu no 7º andar do Centro Administrativo Municipal, no Centro da cidade.

Na avaliação do Espaço Contábil, que representa diferentes profissionais da área das Ciências Contábeis, o Executivo Municipal tem adotado as medidas necessárias para a proteção de quem vive em Santa Maria. Além disso, reiterou o apoio à Prefeitura e se colocou à disposição para que, juntos, trabalhem a forma mais segura para a retomada da cadeia econômica, quando isso for possível.

“É a primeira vez que o Espaço Contábil teve voz e vez na Prefeitura, durante todo o governo. Valorizamos muito essa parceria”, disse o contador Rinaldo Righi, do Sindicontábil Região Centro.

O prefeito Jorge Pozzobom enfatizou a importância da presença da categoria nessas discussões, pois são os profissionais que têm o conhecimento técnico necessário para apresentar quais são as demandas mais urgentes.

“É com base nesses relatos que podemos ver a viabilidade de atender a essas necessidades. Com muita responsabilidade, estamos trabalhando para retomar a economia na cidade, e é muito gratificante contar com a compreensão e a ajuda dos contadores”, disse o prefeito Jorge Pozzobom.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ewerton Falk, sinalizou que o momento deve ser de união.

“Devemos harmonizar as decisões com base em informações de quem conhece, como o prefeito disse. Então, os contadores são fundamentais nesse processo de fazer a engrenagem voltar a girar. Não há espaço para vaidade ou embates improdutivos. O momento é de união. Devemos, todos os setores da sociedade, estar juntos durante esse período de turbulência”, disse.

Também esteve presente na reunião o secretário chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez, que explicou como tem se dado a organização do Executivo Municipal para lidar com a pandemia.

“Tivemos a primeira fase, de contenção, a segunda, com a viabilização de leitos e, então, a terceira, que é a retomada gradativa do sistema produtivo da cidade”, disse.

Estiveram presentes na reunião, ainda, Paulo Gilberto Comazzeto, do CRC RS, Luiz Carlos Oliveira, do Sindicontábil, Emerson Brandão, do Sescon RS, e Jeancarlo Valcorte, da Federacon.

PARA LER A ÍNTEGRA,  NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.



1 comentário

  1. O Brando

    Como diria o conselheiro Acácio, o problema das consequências é que vem depois. Marchezan, por exemplo, liberou o funcionamento das lojas de chocolate em função da Pascoa. Prefeito da capital pode ter mil defeitos, mas não é burro.
    Vírus não suspendeu a natureza humana (para quem gosta de afirmações ‘fofas’, dizem que a reposição de testosterona tem bons resultados). Tem muito picareta por aí tentando (e conseguindo) ‘se dar bem’. Congresso quer aprovar ‘ajudas’ bilionárias para os estados não porque sejam ‘bonzinhos’, mas porque o controle frouxo vai permitir uma roubalheira considerável. Capitão Nascimento gostava de ‘colocar na conta do Papa’. A bandidagem da politica vai colocar ‘na conta da pandemia’.
    Em vários setores existem pessoas há trocentos anos que não largam o osso, se acham ‘indispensáveis’. Aldeia deveria ter uma fabrica de celulose pelo número de pés de eucalipto que existe na região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *