Eleições 2020PartidosPolítica

POLÍTICA. Kaus deixa o MDB e filia-se ao PSDB. Entenda o que levou o vereador a mudar de partido

Vereador João Kaus (D) ingressou no PSDB, partido do prefeito Jorge Pozzobom. Ficha de filiação foi assinada na tarde desta sexta

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Divulgação), da Equipe do Site

O fechamento da janela de troca partidária terminou com uma surpresa. O vereador João Kaus deixou o MDB, sigla em que era filiado há 17 anos, e ingressou no PSDB, legenda do prefeito Jorge Pozzobom.

“Eu não sai do partido, a direção do MDB é que se desviou de seu curso normal”, afirma Kaus.

Entre os motivos que o fizeram sair do MDB está o fato de o partido, a partir do vereador Adelar Vargas – Bolinha (MDB), ter se aliado a parlamentares de esquerda – entre eles do PT – para vencer a eleição da Mesa Diretora no Parlamento.

“O PT tem uma ideologia completamente oposta a minha de fazer política”, destacou Kaus.

Porém, o divisor de águas parece ter sido o desembarque do partido da Prefeitura, motivada pelo lançamento da pré-candidatura do vereador Francisco Harrisson (MDB) ao Executivo.

“O partido lança uma candidatura de um vereador que não tenho nada contra, mas que para mim conhece pouco o município e não está preparado ainda para exercer a função de prefeito”, afirma.

Kaus aponta que o MDB possui outros nomes que deveriam ser analisados para o cargo, mas que foram ignorados pela direção da sigla.

“Como se o vereador Francisco fosse o único capaz de assumir essa condição de compor uma majoritária à Prefeitura”, criticou.

Por fim, Kaus também criticou o momento em que a legenda deixou o Executivo, sobretudo, a Secretaria Municipal de Saúde, que era comandada por Harrisson.

“Achamos também que o partido, a partir do Francisco, abandonou a Secretaria de Saúde no momento que a cidade mais precisa”, alega Kaus, relacionando seu ponto de vista à atual pandemia de coronavírus.

Harrisson atuou como secretário municipal de Saúde durante um ano e retornou ao Legislativo no dia 10 de fevereiro. O Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de covid-19 no Brasil (e em toda a América Latina) em 26 de fevereiro. A doença havia sido contraída por um homem de 61 anos, que mora em São Paulo, e fez uma viagem para a Itália entre 9 e 21 de fevereiro.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo