Câmara de VereadoresPolíticaPrefeitura

CÂMARA. Governista diz que edil hoje oposição não reclamava quando recebia ‘informações privilegiadas’

João Chaves confirmou na tribuna o que há muito corria nos bastidores: pedetista era privilegiada pela Secretaria de Infraestrutura

Por MAIQUEL ROSAURO (com foto de Allysson Marafiga/AICV), da Equipe do Site

O novo líder do governo na Câmara de Vereadores de Santa Maria, João Chaves (PSDB), confirmou uma informação de bastidores que há tempos fazia barulho nos corredores do Legislativo. Na tribuna, o tucano afirmou que a parlamentar Luci Duartes – Tia da Moto (PDT) recebia informações privilegiadas da Secretaria de Infraestrutura enquanto estava na base do governo de Jorge Pozzobom (PSDB).

A manifestação de Chaves ocorreu na sessão desta terça-feira (12), após a pedetista questionar qual é a função dos cargos de confiança (CCs) lotados no Gabinete da Governança, ligados a Casa Civil. Ela disse não saber o papel que eles desempenham.

Embora não tenha citado nenhum nome, nas entrelinhas, Luci tinha como alvo o ex-CC do seu gabinete, Alex Silva, hoje filiado ao PSDB, e que tem atuado com o também CC da Prefeitura e pré-candidato a vereador, Elton Chaves (PSDB), na fiscalização de ações da Secretaria de Infraestrutura. No Facebook, a dupla produz vídeos elogiosos às obras feitas pelo Executivo, sobretudo, na periferia e que foi destaque no Site na semana passada (AQUI).

Na tribuna, o tucano disse que Luci estava frustrada por Silva ter deixado seu gabinete e que ela não reclamava quando recebia informações privilegiadas sobre as obras que ocorriam na cidade.

“Essas informações tão privilegiadas eram que causavam espanto na base do governo e grandes dificuldades porque a senhora sabia antes o que aconteceria. A senhora ia para a ponte que seria inaugurada, para o buraco a ser tapado, na rua que teria patrolamento, fazia live e ainda dizia ‘estamos aqui a meu pedido’. O seu problema não é com os CCs (da Casa Civil), é com o seu ex-CC, que é o Alex e que hoje está com o Elton e que estão fiscalizando as ruas”, disse Chaves.

Antes de Luci deixar o governo, no fim do ano passado, eram quase que diárias as lives de seus assessores em obras da Prefeitura no exato momento em que os servidores da Infraestrutura realizavam os reparos. Também eram comuns vistorias pela equipe da vereadora logo após um Pedido de Providência ser atendido.

Nenhum outro parlamentar contava com informações tão precisas quanto às realizações de obras na cidade. A prática gerou inúmeras reclamações às lideranças do governo, já que multiplicavam o poder de fiscalização de Luci e repercutiam nas redes sociais.

Ao final de seu discurso na tribuna, Chaves voltou a destacar que a pedetista não via problema em receber os dados em primeira mão.

“Quando traziam as informações privilegiadas para senhora (…) estava tudo legal, estava tudo bom”, afirmou o tucano.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo