Destaque

FATO OU FAKE?! Pandemia não existe? A posse do General e Leite e o terno usado durante evento oficial

Por MAIQUEL ROSAURO (com imagens de Reprodução e Divulgação), da equipe do site

A disseminação de informações falsas atinge com força o mundo político e, em Santa Maria, não é diferente. Nos últimos dias, por exemplo, três lideranças políticas da cidade divulgaram informações nas redes sociais que merecem uma atenção especial. Serão elas FATO ou FAKE?!

Leite usou terno rosa em evento com Bolsonaro?

Publicação do presidente do Podemos/SM, Paulo Xavier, sábado , no Facebook

O presidente municipal do Podemos, Paulo Xavier, compartilhou registro da cerimônia de Passagem de Comando do Comando Militar do Sul, onde do General de Exército Geraldo Antonio Miotto transmitiu o cargo para o General de Exército Valério Stumpf Trindade. O ato ocorreu na quinta-feira (30), no Quartel-General, em Porto Alegre.

Chama atenção na imagem o terno cor-de-rosa utilizado pelo governador Eduardo Leite (PSDB), junto ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ao vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB). A foto ainda traz a legenda “Ache o governador do Rio Grande do Sul nesta foto”.

Todavia, registro feito pelo fotógrafo Marcos Corrêa, do Palácio do Planalto, mostra que Leite vestia um terno nas mesmas cores de Bolsonaro e Mourão.

Imagem da assessoria do Planalto mostra que Eduardo Leite vestia terno na mesma cor usada por Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão

RESULTADO: A publicação é FAKE porque utiliza uma foto manipulada digitalmente com intuito de constranger o governador Eduardo Leite.

Desembarque de médicos em Manaus?

Publicação do ex-presidente do PSL/SM, Patric Lüderitz, nesta segunda-feira (4), chama a atenção por uma fotografia duvidosa

O ex-presidente municipal do PSL, Patrick Lüderitz, divulgou uma postagem sobre a visita do ministro da Saúde, Nelson Teich, a Manaus, realizada no final de semana. A publicação ressalta a chegada de profissionais de saúde e equipamentos para combater a pandemia de covid-19, inclusive citando dados referentes aos números de médicos, enfermeiros…

A informação em si está correta e foi, inclusive, divulgada pelo próprio ministro no Twitter:

Matérias divulgadas por veículos de cobertura nacional também corroboram com as informações de Lüderitz sobre os equipamentos. As publicações até foram reproduzidas no site da Força Aérea Brasileira (AQUI).

Há, porém, um problema em uma das imagens divulgadas. Uma das fotos não é referente à chegada de profissionais de saúde em Manaus, mas de médicos cubanos que estavam deixando o país, em novembro de 2018, quando Cuba anunciou sua saída do programa federal Mais Médicos (AQUI).

Médicos cubanos deixaram o Brasil em novembro de 2018, como mostra a fotografia acima. Patrick Lüderitz utilizou a mesma imagem para informar sobre a chegada de médicos a Manaus agora para combater a Covid-19, o novo coronavírus

RESULTADO: A publicação é IMPRECISA! O texto traz informações verídicas, mas uma das imagens divulgadas não possui relação com o fato. Ao contrário, a foto ilustra a saída de médicos do país e não a chega de profissionais de saúde a Manaus.

A pandemia não existe?

Publicação do presidente do PRTB santa-mariense, Luiz Fernando Baltar, no sábado (2/5), negando a pandemia de Covid-19

O presidente municipal do PRTB, Luiz Fernando Baltar, utilizou dados do Portal da Transparência do Portal Oficial do Registro Civil para alegar que “REGISTROS de cartórios COMPROVAM: NÃO HÁ EPIDEMIA!”. Diz ainda que “Os registros de óbitos em cartórios DESMENTEM e REVELAM quão DESCARADAMENTE absurda e FALSA é a campanha envolvendo essa SUPOSTA epidemia causada pelo vírus Covid-19”.

Para comprovar sua tese, Baltar faz seis alegações que seriam baseadas nos dados do Registro Civil e, em certo ponto, conclui: “CONSTATAÇÃO: Em 2020 NÃO HOUVE NENHUMA EPIDEMIA. PELO CONTRÁRIO, HOUVE UMA REDUÇÃO DE 9,5% de mortes doenças respiratórias”.

Contudo, os dados do Registro Civil (AQUI) mostram uma realidade oposta à divulgada por Baltar. Na noite desta segunda-feira (4), por exemplo, o portal indicava um total de 7.870 registros de óbitos com suspeita ou confirmação de covid-19, o que desmente a hipótese de que a pandemia não existe no país.

Portal Oficial do Registro Civil utilizado para negar a pandemia expõe informações conflitantes às divulgadas pelo politico do PRTB

RESULTADO: A publicação é FAKE porque utiliza dados distorcidos.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

4 Comentários

  1. Fake news….tudo começou aqui em santa maria com um CC que foi protegido pelo Po Sou Bom que não fez absolutamente nada, provavelmente nem o repreendeu….então agora vira moda essa coisa.

  2. Verificações tem diversos níveis,
    Primeiro caso. Criatura tem que ser muito lesada para não notar que é uma montagem grosseira. Brilho errado, perspectiva errada, transição na borda. Obviamente é uma alusão a sexualidade do governador.
    Foto dos médicos é irrelevante. Ninguém vai emoldurar e colocar na parede, será esquecida 10 segundos depois de ser vista. Os números contam. Alás, noutro dia o próprio site reaproveitou uma foto de manifestação. Ausência de mascaras e movimento ao fundo denunciaram a reutilização.
    Presidente de partido é politico. Para quem ainda acredita em politicos: estou vendendo uma universidade no bairro Camobi. Preço a negociar.
    Resumo da ópera: falta assunto, mas pegar o lixo das redes para encher linguiça não é jornalismo. Ao menos não é jornalismo sério.

  3. Mas não espanta nada. São três exemplos do que há de pior na política santamariense.
    Esses aí são tudo café-com-leite, como se dizia na minha infância, em Dilermando de Aguiar.

  4. É brincanagem. O cidadão é dirigente de um partido político, servidor aposentado do Banco do Brasil, e se presta a divulgar dados inverídicos? Dá para confiar em políticos assim?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo