COMPORTAMENTO. Customização de roupas e como ela pode ser um jeito para preservar o meio ambiente

COMPORTAMENTO. Customização de roupas e como ela pode ser um jeito para preservar o meio ambiente

COMPORTAMENTO. Customização de roupas e como ela pode ser um jeito para preservar o meio ambiente - bb10e78d-valéria-moda-customizada

Ana também é bordadeira da Lena Maloca (instagram.com/lenamaloca), marca de bordados aplicados em artigos de moda e decoração

Por VALÉRIA AUZANI (com foto de Arquivo Pessoal), Especial para o Site (*)

Que tal dar uma nova chance para roupas que estão ficando ultrapassadas? Customizar pode ser uma ótima opção para renovar algumas roupas. Além disso, a moda customizada também é uma aliada da sustentável, isso pois será reduzida a necessidade da exploração de recursos naturais que são utilizados na produção de peças novas. Para quem está em casa ainda em quarentena, é uma boa opção para passar o tempo. Além de ser divertido, também será uma atitude positiva para ajudar na preservação do meio ambiente.

A designer de moda Ana Helena Gonçalves conta que esse nicho começou a ser presente na sua vida no tempo da faculdade, pois a importância disso era bastante pautada nas aulas. Ela explica: antes há alguns aspectos para pensar; o primeiro deles é o ambiental: “a gente tem que pensar todo o processo de produção do tecido, e depois o de produção da roupa. Nessas duas trajetórias, muita poluição é gerada”.

Quebrar o ciclo de sempre comprar roupas novas é um dos fatores que irá auxiliar para o bem no meio ambiente. Isso também pois, como menciona Ana, “a customização conversa com a sustentabilidade pelo fato da gente pensar em reduzir essa exploração de recursos para fazer uma roupa nova. Então, o fato da gente pegar uma roupa que estava sem uso, esquecida no guarda-roupa, ou com algum defeito e não estava sendo usada e reutilizar isso, é poupar o meio ambiente de dar recursos para fazer tecidos e roupas novas.”

Outro aspecto mencionado pela designer é a identidade que a peça ganha:  “tendo em vista que a moda é uma maneira de comunicação, então, através da customização, a gente consegue comunicar muitas coisas de uma forma única.”

Ana explica que essa caracterização nas roupas pode ser feita de várias formas, técnicas e materiais: “Algumas das técnicas são o stencil, o bordado, a aplicação, e até mesmo a remodelagem das peças. Mas é importante deixar claro que a pessoa pode usar a criatividade dela e materiais que tem em casa para fazer isso.”

Ela menciona: “na hora de escolher as peças é importante que a pessoa primeiro olhe dentro do guarda roupa e veja quais as opções e quais as roupas que ela não usa mais. Depois que escolher, vai começar a procurar referências sobre como customizá-la, se ela quiser fazer sozinha, ou também pode falar com algum profissional que trabalhe com isso”.

O que acha de começar a transformar suas roupas velhas ou esquecidas em peças mais criativas e autênticas? Na moda customizada não existem regras, por isso é tão especial poder decorar, modificar e transformar. Uma dica para aumentar ainda mais a criatividade para fazer uma peça exclusiva é procurar por referências em revistas e na internet.

(*) Valéria Auzani é acadêmica de Jornalismo da Universidade Franciscana e faz seu “estágio supervisionado” no site



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *