MAU EXEMPLO. Câmara não cumpre as suas próprias regras e tem aglomeração no plenário antes da sessão

MAU EXEMPLO. Câmara não cumpre as suas próprias regras e tem aglomeração no plenário antes da sessão

MAU EXEMPLO. Câmara não cumpre as suas próprias regras e tem aglomeração no plenário antes da sessão - 26d01c26-maiquel-câmara

Aglomeração condenada pelas regras, em tempos de Covid, foi exibida ao vivo pela TV Câmara logo no início das transmissões da sessão

Por MAIQUEL ROSAURO (com imagem de Reprodução), da Equipe do Site

Em plena pandemia de covid-19, o Poder Legislativo de Santa Maria deu um mau exemplo logo no início da sessão desta quinta-feira (25), promovendo aglomeração no Plenário. Mais de 50 pessoas estavam no local e só foram dispersas após reclamação da médica e vereadora Deili Silva (PSD).

“O nosso Plenário está extremamente lotado, não dentro das nossas normas. Então, acho que não adianta aprovarmos normas aqui dentro. Pode contar. Estou sendo uma extrema chata aqui dentro, mas temos que nos respeitar e respeitar nossa saúde. Me desculpem os nossos convidados”, protestou Deili no microfone de aparte, ainda relatando que contou 55 pessoas no local.

A manifestação da vereadora ocorreu logo nos primeiros segundos em que iniciou a transmissão da sessão plenária, ao vivo para toda Santa Maria via TV Câmara. Confira abaixo.

 

O presidente da Câmara, Adelar Vargas – Bolinha (MDB), relata que ocorreu aglomeração devido a um problema de agenda, uma vez que a Comissão de Saúde vem se reunindo no Plenário às 8h e a Comissão de Políticas ocupa o mesmo espaço às 9h. Já a sessão plenária, que deveria começar às 10h, iniciou com 45 minutos de atraso.

“Ocorreu um contratempo nas agendas das comissões. A Comissão de Políticas Públicas acabou atrasando e coincidiu com o horário da sessão, mas estava a tratar pautas extremamente importantes para a cidade”, comenta Bolinha.

O emedebista afirma que o problema não se repetirá.

“Já conversamos com os vereadores para observar a questão de melhor dispor o Plenário durante as reuniões para evitar qualquer tipo de aglomeração”, afirma o presidente.

De acordo com a Resolução Legislativa 9/2020 (AQUI), publicada em 15 de junho, durante a bandeira laranja do Sistema de Distanciamento Controlado, a circulação de assessores no Plenário deve ser de, no máximo, um por vereador e pelo menor tempo possível. Há também restrições quanto ao uso das galerias, no qual deverá ter distanciamento dos assentos disponibilizados ao público.



4 comentários

  1. Felipe Tavares

    Eles podem; Mas nós estamos proibidos de trabalhar. Enquanto vocês da imprensa continuam torcendo pelo vírus.

  2. Glenio

    Esses vereadores só querem saber de enganar o povo. Muita desculpa e nada concreto. Quem é o responsável de controlar o público?

  3. Milton Oliveira

    Boa parte do público nas galerias é composto de CC’s dos próprios vereadores, legítimas baratas tontas rodeando os edis. Casarão da mãe Joana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *