PROTESTO. Sindicatos, partidos e vários movimentos organizam o ‘Dia de Lutas’ contra o governo Bolsonaro

PROTESTO. Sindicatos, partidos e vários movimentos organizam o ‘Dia de Lutas’ contra o governo Bolsonaro

PROTESTO. Sindicatos, partidos e vários movimentos organizam o ‘Dia de Lutas’ contra o governo Bolsonaro - 8cd0f1df-sedufsm-dia-de-lutas

Manifestações contra o governo Bolsonaro têm crescido, avaliam os seus organizadores, mesmo em época de pandemia do coronavírus

Da Assessoria de Imprensa da Sedufsm, com informações CSP-Conlutas e foto EBC/Divulgação

Na última terça-feira (23) ocorreu uma reunião virtual que reuniu representantes de diversas organizações, entre partidos políticos, entidades sindicais, dos movimentos sociais e de setores da sociedade civil para articular uma ação unificada em favor do “Fora Bolsonaro”. O encontro, realizado através da internet, aprovou um calendário de mobilização e tirou como uma das principais deliberações a realização de um Dia Nacional de Lutas no dia 10 de julho.

A proposta que está sendo construída é no sentido de realizar um dia nacional de protestos pelo afastamento do presidente Jair Bolsonaro, levando-se em conta formatos amplos de mobilização. Em virtude das limitações impostas pela pandemia poderão ser realizadas assembleias nos locais de trabalho pela manhã (com atraso na entrada onde for possível) e atos simbólicos de rua, bem como as mais diversas ações que permitam a ampla participação dos trabalhadores e da população em geral. Uma das ideias é chamar as pessoas a usarem uma peça de roupa preta neste dia, colocar um pano preto nas janelas, realizar um ‘twitaço’ além de promover ações nas redes sociais, e um panelaço à noite.

A reunião de terça definiu ainda a realização on-line de uma Plenária Nacional Popular pelo Fora Bolsonaro no dia 11 de Julho, sendo que no domingo, dia 12, quando serão convocadas novas manifestações de rua em defesa das liberdades democráticas e pelo Fora Bolsonaro, a orientação é de que as entidades definam sua participação de acordo com decisão de cada organização.

A unidade pelo Fora Bolsonaro reúne as centrais sindicais CUT, Força Sindical, CSP-CONLUTAS, CTB, Intersindical Central; Instersindical Instrumento de Luta, UGT, CSB, CGTB, Nova Central, as Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, Torcidas Organizadas, os partidos políticos PT, PSOL, PSTU, PCdoB, UP, PCB, PCO, PSB, PDT, Rede, entre outras entidades…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

 



2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *