ConsumidorEconomiaSaúde

ECONOMIA. Seis em cada 10 brasileiros deixaram de pagar alguma conta no mês passado, mostra pesquisa

Do site Poder360, por HAMILTON FERRARI (texto) e MARCELLO CASAL JR (foto/Agência Brasil)

Pesquisa DataPoder360 mostra que 60% dos brasileiros deixaram de pagar alguma conta no último mês por causa da pandemia de covid-19. Outros 35% mantiveram os débitos em dia e 5% não souberam ou não responderam. A pesquisa foi realizada de 20 a 22 de julho.

LEIA AINDA: “Só 18% pretendem fazer alguma grande compra nos próximos meses” (AQUI)

Houve queda no percentual em relação ao último levantamento, realizado de 6 a 8 de julho, quando 63% disseram ter deixado de quitar alguma dívida. Em 1 mês, 64% dos entrevistados disseram estar com débitos pendentes.

O Norte e o Nordeste são as regiões com mais inadimplentes (73%). Centro-Oeste aparece em seguida, com 62% de pessoas com contas em atraso.

A pesquisa foi realizada de 20 a 22 de julho de 2020 pelo DataPoder360, divisão de estudos estatísticos do Poder360, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 560 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo