PrefeituraSegurança

SEGURANÇA. Troca comando da Guarda Municipal. Sai Nunes, que vai para o CIOSP, e assume Cordeiro

Santo Alciomar da Silva Cordeiro (D) assumiu o comando da Guarda Municipal no lugar de Sandro Nunes, que irá coordenar o CIOSP

Da Superintendência de Comunicação da Prefeitura Municipal, com foto de ARIÉLI ZIEGLER

A Prefeitura de Santa Maria realizou, na quinta-feira (3), a troca de comando da Guarda Municipal, que ocorreu no Gabinete de Governança. Santo Alciomar da Silva Cordeiro assumiu como titular da Guarda Municipal no lugar de Sandro Nunes, que irá coordenar e gerenciar o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP), junto com Edson Luiz Weise, então assessor da Guarda Municipal.

O chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez, enfatizou que a data marca o fim e o início de um ciclo na Guarda Municipal.

“No começo da gestão, em janeiro de 2017, foi realizada uma reunião com órgãos de segurança, com o objetivo de compor e reestruturar a Guarda. Agradecemos pela liderança e os avanços com empenho e dedicação. Tivemos momentos difíceis, mas vencemos por ter bons servidores, como o Sandro e o Weise. Estamos com uma Guarda Municipal melhor do que recebemos. Fica o nosso agradecimento pela dedicação e comprometimento”, reforça Cortez.

Com 20 anos de trabalho na Prefeitura e, desde 2012, atuando na Guarda Municipal, Santo Cordeiro estava emocionado e enalteceu o trabalho de todos os parceiros, principalmente de Sandro e Weise, pelos ensinamentos e as portas que abriram para a Guarda.

“Esta nova função é um reconhecimento bom. Estou feliz pelo trabalho que executo e com comprometimento. Fico triste com a ‘perda’ dos dois colegas, pois sempre apoiavam os servidores, mas vamos trabalhar para manter o mesmo patamar de qualidade”, declarou Cordeiro.

Como projetos futuros, ele reforçou a necessidade da formatação do plano de carreira, do processo de armamento e da continuidade das capacitações para o bom atendimento à comunidade. Ao lado de Cordeiro, Natalin Pedroso Alves, também presente no ato, será o assessor de operações da Guarda Municipal.

Emocionado e confiante com a nova função, Sandro Nunes agradeceu a oportunidade ímpar que foi estar à frente da Guarda Municipal por três anos e meio.

“A sensação é de missão cumprida. Pensamos a Guarda, temos identidade e ela veio para ter o compromisso com a segurança da população. Hoje está com uma estrutura de um quartel completo. Passamos por ‘guerras’, como vendavais e a pandemia da COVID-19, mas estamos vencendo pelo suporte que sempre tivemos”, afirmou Nunes.

O ex-assessor da Guarda Municipal, Edson Luiz Weise, também fez seu agradecimento.

“Houveram momentos de certos incômodos por parte das pessoas que não acreditavam no nosso trabalho. Mas fica nosso reconhecimento pela confiança e hombridade dos guardas em todas as dificuldades”, disse Weise.

Na ocasião, o chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez, entregou placas de honra ao mérito para Nunes e Weise, em agradecimento ao trabalho exemplar que realizaram durante o período de atuação na Guarda Municipal. A entrega da honraria, que também celebrou o Dia do Guarda Civil, foi acompanhada, ainda, pelos guardas municipais Claudio Rech, Auri Cavalheiro dos Santos, Antonio Carlos Menuzzi, Silvana Moreira e Claudio Bevilaqua Borges.

A troca de comando da Guarda Municipal também foi acompanhada pelo presidente do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro), Luiz Fernando Pacheco, que fez um reconhecimento à Administração Municipal.

“Santa Maria é uma cidade extremamente segura e ver uma guarda atuante, com autoestima e confiante, faz a diferença. É uma satisfação trabalhar com pessoas amigas e um prazer ver as coisas acontecerem na nossa cidade. Espero poder continuar ajudando”, ressaltou Pacheco.

O ato também foi prestigiado pelo delegado regional da 3ª Região Policial em Santa Maria, Sandro Meinerz, pelo coordenador regional da Defesa Civil no Rio Grande do Sul, tenente-coronel Jacob Aristeu Pinton, e pelo ex-delegado Getúlio de Vargas.

A Guarda Municipal tem caráter preventivo e atua em colaboração com a Brigada Militar. Tem por objetivo cuidar das pessoas e do patrimônio público, como escolas, postos de saúde, praças e logradouros públicos. Pode ser acionada em casos de arrombamentos, vandalismo, perturbação do sossego e brigas. A GM foi criada pela Lei Complementar nº 85, de 10 de novembro de 2011.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo