DestaqueSanta MariaTragédia

KISS. Mais um dia 27, e assim se chega aos 94 meses ‘de pura saudade’, como sempre lembra uma mãe

Site republica, como nunca deixou de fazer, a relação dos 242 assassinados

Escreveu em seu perfil no Facebook Ligiane Righi da Silva, esposa de Flávio Silva, ambos pais de Andrieli, menina assassinada na Boate Kiss, em 27 de janeiro de 2.013:

“Todo dia remete à mesma noite /e toda noite clamamos por Justiça!

Tragédias não são acidentes.Tragédias são evitáveis.

27/11 /94 meses de pura saudade”

Depois, a informação acerca deste 27, quando mais uma vez, por conta da pandemia de coronavírus, as habituais atividades na Praça Saldanha Marinho, na barraca montada pelos familiares das vítimas, não acontecem.

Explica Ligia:

“Pensando no bem-estar coletivo e seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, as vigílias estão suspensas por tempo indeterminado, devido ao Coronavirus (Covid -19). A prevenção salva vidas!

Para que a maior tragédia das nossas vidas não se repita a outras famílias.”

NOTA DO EDITOR: este site, como faz a cada dia 27, e não é diferente agora, publica a imagem com os nomes dos 242 meninos e meninos chacinados. E assim será, até que se faça JUSTIÇA.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo