DestaqueMídia

MÍDIA. Pelo futebol, governo permite flexibilização do horário d’A Voz do Brasil. Confira como vai ser!

Medida é “provisória”: vale apenas enquanto durar a pandemia da Covid-19

Do portal especializado Coletiva.Net / Foto de Reprodução

A Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert) anunciou que foi autorizada a flexibilização ou dispensa da Voz do Brasil, para emissoras de rádio que transmitirem partidas de futebol. A portaria nº 1.250/2020, publicada pelo Ministério das Comunicações (Minicom), é específica para enquanto perdurar o estado de calamidade pública provocado pela pandemia de Covid-19.

Atendendo solicitação da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a medida garante o direito para transmissão de jogos de todas as séries do Campeonato Brasileiro, além da Copa do Brasil e da Libertadores. A dispensa do programa é autorizada em casos de jogos com prorrogação, decisão por cobranças de pênaltis, ou outras questões que afetem o horário de término planejado.

A portaria ainda determina que: “para transmissão de jogos com início marcado entre as 19h e as 20h30, o programa poderá ser retransmitido com início até as 23h do mesmo dia”. Também diz que: “para transmissão de jogos com início marcado para depois das 20h30, o programa de que trata o caput poderá ser retransmitido, sem cortes, antes do jogo, nos horários originalmente previstos, ou com início até as vinte e três horas e trinta minutos do mesmo dia”.

Para garantir essa possibilidade de flexibilização, a emissora precisa transmitir integralmente as partidas. No caso da Copa Libertadores, só será permitido usar o direito quando os jogos forem disputados por pelo menos um time brasileiro.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo