DestaqueSaúde

CIDADE. Prefeitura tem encontro com vereadores, para explicar as estratégias de combate à Covid-19

Ministério Público e autoridades de segurança também estiveram na Câmara

Governo (com MP, Polícia Civil e BM) realiza encontro com edis para tratar de estratégias de combate à Covid (foto Ariéli Ziegler/Prefeitura)

Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura / Por Rafael Favero

A Prefeitura de Santa Maria deu sequência, na manhã desta quarta-feira (24), à série de reuniões que tratam de estratégias para conter o avanço do coronavírus entre a população. Desta vez, o prefeito Jorge Pozzobom e outros integrantes da Administração Municipal foram até a Câmara de Vereadores de Santa Maria para pedir que os parlamentares somem forças para sensibilizar os cidadãos sobre a necessidade de cumprimento dos protocolos de segurança sanitária. 

No início do encontro, o prefeito Pozzobom voltou a salientar que o Estado passa pelo pior momento da pandemia. Ele demonstrou, novamente, preocupação com os índices mais recentes de hospitalizações, internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), infecções e óbitos pela Covid-19. 

“Todos nós temos um familiar ou amigo que foi infectado ou morreu por conta da doença. A situação é delicada e, por isso, viemos fazer essa prestação de contas e esse pedido de ajuda para informar corretamente a população sobre o cenário epidemiológico atual”, reforçou Pozzobom.

Apresentação

O assessor superior do prefeito, Guilherme Cortez, apresentou um histórico de todas as ações do Executivo Municipal ao longo dos últimos meses, de fevereiro de 2020, quando a cidade ainda nem havia registrado caso algum de infecção por coronavírus. Cortez explicou como funcionou a preparação do Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Maria e como têm ocorrido as reuniões com médicos infectologistas e gestores de hospitais, além de lembrar as contratações de profissionais de saúde feitas pelo Município para estruturar o quadro de servidores que trabalham na linha de frente de combate ao vírus. 

Outro aspecto destacado no material levado pela Prefeitura ao Legislativo foi a transparência. Na ocasião, foram apresentados todos os meios pelos quais se podem obter informações sobre fiscalizações, recursos recebidos, despesas e licitações que têm relação com a pandemia. Entre as iniciativas, Guilherme Cortez lembrou que toda sexta-feira é atualizado no site da Prefeitura o Vacinômetro, ferramenta pela qual se pode ter acesso aos dados sobre a utilização das vacinas destinadas a Santa Maria. 

“Há um esforço de todos os atores públicos e privados, como no caso dos hospitais, com a suspensão das cirurgias eletivas, para tentar administrar a quantidade de leitos ocupados. Além disso, é preciso agradecer às forças de segurança, aos nossos servidores, à Guarda Municipal, à Polícia Civil e à Brigada Militar, que são incansáveis no trabalho de fiscalização. Porém, mesmo assim, precisamos que a sociedade colabore com o Poder Público e siga os regramentos, evitando as aglomerações, denunciando e não promovendo festas clandestinas como as que, infelizmente, temos nos deparado”, ressaltou Cortez ao pontuar que, somente no último fim de semana, a força-tarefa de fiscalização realizou cerca de 40 vistorias.

Conforme o vice-prefeito, a troca de ideias foi bastante produtiva, e muitas sugestões puderam ser colhidas a partir das falas dos participantes.

“A questão econômica suplanta a questão do dinheiro. Trata-se de pessoas. Temos certeza de que, junto à Câmara e demais órgãos que estão unidos nessa iniciativa, iremos vencer essa guerra”, avaliou Rodrigo Decimo.

Além de Pozzobom, Decimo e Cortez, participaram da reunião com os vereadores a controladora geral do Município, Carolina Lisowski; o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Ewerton Falk; o comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO) Central da Brigada Militar, tenente-coronel Herivelto Hernandes Rodrigues; o comandante do 1° Regimento de Polícia Montada (1° RPMon) da Brigada Militar, tenente-coronel Cleberson Bastianello; o delegado Marcelo Arigony, da Polícia Civil, e o promotor Joel Dutra, do Ministério Público Estadual, representantes de todas as forças que compõem as equipes de fiscalização junto à Prefeitura Municipal.

O presidente da Câmara de Vereadores, João Ricardo Vargas, organizou a dinâmica da reunião e também se juntou às demais autoridades citadas na bancada principal do Plenário Coronel Valença. 

“Iremos, sim, ser parceiros do Executivo e das outras forças para ajudar a combater esse inimigo invisível”, garantiu o presidente do Legislativo. 

Alertas

O promotor Joel Dutra foi ao encontro do que foi argumentado pelo prefeito Pozzobom e afirmou que “nunca antes se viu uma situação como esta”. 

“Hoje, temos que adotar medidas de controle na economia e na educação com restrições que podem não ser simpáticas. Precisamos que os vereadores nos ajudem a conscientizar a população para que as regras sejam cumpridas”, pediu Dutra. 

Já o delegado Marcelo Arigony solicitou que os vereadores contribuam para que seja levantada uma só voz acerca da necessidade de se conservar o comportamento preventivo.

“Temos que deixar de lado algumas posições particulares para estabelecer um consenso. Em algumas fiscalizações, se necessário, vai haver registro de ocorrência e condução até a delegacia”, esclareceu Arigony sobre a intenficação do combate a situações irregulares, comportamento que foi reforçado pelo tenente-coronel Bastianello.

Para o tenente-coronel Hernandes, a população passa por uma “cruzada difícil” e, mais do que nunca, é preciso “pensar no coletivo”.

Após as explanações iniciais, os vereadores puderam opinar e fazer questionamentos sobre a condução dada pelo Poder Público à pandemia. O encontro entre os poderes Executivo e Legislativo durou cerca de cinco horas. Assessores parlamentares e profissionais da imprensa também acompanharam a discussão, no Plenário, com as devidas regras de distanciamento, proteção e higienização.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo