DestaqueSanta Maria

BASTIDORES. Os integrantes das novas CPIs, veto derrubado, MDB, respostas às críticas e Tucanafro

Duas CPIs foram formadas na sessão plenária desta terça, em Santa Maria

Pela primeira vez, duas CPIs foram formadas na mesma sessão legislativa em Santa Maria (Foto Karohelen Dias/Câmara)

Por Maiquel Rosauro

Estão formadas as duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) que acompanharão os trabalhos da Câmara de Vereadores de Santa Maria pelos próximos meses. As indicações dos colegiados deixaram sequelas no MDB.

A CPI que investigará o contrato do Shopping Popular Independência será formada por Pablo Pacheco (PP), presidente; Admar Pozzobom (PSDB), vice-presidente; e Helen Cabral (PT), relatora.

Já a CPI da Saúde, que investigará unidades de pronto atendimento, será composta por Tony Oliveira (PSL), presidente; Manoel Badke – Maneco (DEM), vice-presidente; e Roberta Pereira Leitão (PP), relatora.

Deu ruim

O vereador Adelar Vargas – Bolinha (MDB) anunciou que deixará a liderança do MDB na Casa. Segundo ele, seus colegas na oposição haviam combinado votar em Luci Duartes – Tia da Moto (PDT) para a CPI da Saúde, porém na hora do voto a situação foi diferente.

“Eu tinha conversado na penúltima sessão, com alguns colegas, que iriamos apoiar o nome da vereadora Luci. Chegou na hora da indicação e indicaram Roberta Leitão. Fizemos reunião democraticamente e fui voto vencido. Os caras falam e depois não cumprem. Até a Roberta Leitão falou que iria votar na Luci, depois se reuniram e ela se indicou”, explica Bolinha.

Veto derrubado

Por unanimidade, os vereadores derrubaram veto parcial do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) ao Projeto de Lei 9192/2021, de Luci Duartes – Tia da Moto, que estabelece prioridade de vacinação contra covid-19, aos professores e funcionários da educação pública municipal, estadual e privada, que encontram-se em contato direto com alunos.

O tucano havia vetado parágrafo que o autorizava a destinar parte dos lotes de vacina contra covid-19 aos funcionários e professores, de forma imediata, prioritária e emergencial, ainda que para isso necessite alterar a ordem de prioridades sugerida pelo Plano Estadual de Vacinação Contra o Covid-19 do Rio Grande do Sul.

As respostas

O presidente da Câmara, João Ricardo Vargas (PP), respondeu parte das inúmeras críticas dos vereadores Ricardo Blattes (PT) e Alexandre Vargas (Republicanos) PROFERIDAS na última quinta-feira (22) contra a Procuradoria Jurídica e a Diretoria Legislativa da Casa. Em tom ameno, o progressista disse que muitas coisas que precisavam ser ditas poderiam ter sido feitas no gabinete da Presidência e não na tribuna.

Ele explicou que o Regimento Interno é falho em relação à indicação de um assessor da Procuradoria Jurídica que não possua formação em Direito. Uma das principais críticas de Blattes é em relação ao fato de um enfermeiro atuar no setor.

Já sobre o atraso dos projetos, disse que as propostas foram represadas em função de que a Resolução Legislativa anterior possibilitava apenas a tramitação de propostas em regime de urgência.

Tucanafro

A Comissão Executiva Municipal do Tucanafro de Santa Maria, grupo interno do PSDB, decidiu por unanimidade, em reunião virtual, prorrogar o mandato da comissão atual por mais um ano. Abaixo, confira a nominata.

Presidente: Aline Alice Neves

1° vice-presidente: Elton Luiz Chaves

2° vice-presidente: Jorge Luiz Vieira da Silveira

Secretária geral: Larice Henriques Coelho

2° secretária: Aldenise Medianeira Greskouviak

Tesoureiro: Adair Pereira Bolson

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo