DestaquePaís

COVID-19. Vacinação de terapeutas holísticos, em Santa Maria, vira destaque na revista Carta Capital

Prefeitura confirma a informação e afirma que não há irregularidade no caso

Matéria no site da revista ressalta: terapeutas holísticos são vacinados antes de professores e motoristas de ônibus (Foto Reprodução)

Por Maiquel Rosauro

A revista Carta Capital publicou em seu site, na terça-feira (20), matéria sobre a vacinação de terapeutas holísticos contra covid-19 em Santa Maria (AQUI). O veículo diz que a atitude contraria o plano nacional elaborado pelo Ministério da Saúde.

“As terapias holísticas são um conjunto de técnicas sem comprovação científica que prometem trazer cura a partir de tratamentos envolvendo corpo, mente e alma. Dentre elas, estão a cristaloterapia, aromaterapia e reiki – ambas, aliás, são reconhecidas como procedimento do SUS (Sistema Único de Saúde) desde 2017”, diz trecho da matéria.

A publicação diz ainda que, para receber a vacina no município, basta comprovar que está em atividade e não em home office preenchendo um simples formulário no site da Prefeitura.

A Carta Capital ainda ressalta que os terapeutas holísticos estão sendo vacinados antes de professores e motoristas de ônibus.

O Site entrou em contato com o Executivo, que confirmou a situação.

“A Prefeitura de Santa Maria explica que os terapeutas holísticos entraram na relação para serem vacinados somente após a quarta etapa de imunização no Município destinada aos profissionais liberais da saúde”, diz o Executivo em nota.

O comunicado garante que não há irregularidade, uma vez que esses profissionais fazem parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares de Educação Popular em Saúde, sendo reconhecidos pelo SUS e previstos na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO).

Abaixo, confira na íntegra a nota enviada pela Prefeitura:

A Prefeitura de Santa Maria explica que os terapeutas holísticos entraram na relação para serem vacinados somente após a quarta etapa de imunização no Município destinada aos profissionais liberais da saúde. A ação de primeira dose ocorreu em 15 de abril conforme divulgação: AQUI

Esclarece-se, ainda, que esses profissionais fazem parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares de Educação Popular em Saúde, sendo reconhecidos pelo SUS e previstos na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO).

Sendo assim, não há nenhuma contrariedade na vacinação deste grupo, tampouco as doses destinadas para esses profissionais tiram o lugar de outras pessoas. Se assim fosse, o próprio governo do RS e o MP teriam acionado o Município.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Ministério Publico que é fiscal da lei que se manifeste.
    Resquícios do governo Dilma, a humilde e capaz, e do Molusco. Existem até acusações de contratação do filho do acupunturista de ambos de forma irregular pelo governo lá atrás.
    Não para por ai, SUS tem medicina tradicional chinesa (ou seja, quando não há sistema de saúde para todos apela-se para os vendedores de banha de cobra), aromaterapia, antroposofia (seja lá o que for), imposição das mãos, etc.
    Antes que os vermelhinhos reclamem que é ideológico, Giovani Cherini (aquele do processo contra o Tonho Crocco) está até o pescoço nestas crendices.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo