DestaqueSanta Maria

ELEIÇÕES. Bisogno recolhe toda a propaganda que foi jogada de maneira irregular na Estrada do Perau

Presidente do PDT/SM foi até ao local e recolheu quatro caixas de santinhos

Menos de 24 horas após ser alertado, Marcelo Bisogno recolheu o material de barranco às margens da Estrada (Foto Divulgação)

Por Maiquel Rosauro

O presidente do PDT de Santa Maria, Marcelo Bisogno, foi pessoalmente à Estrada do Perau, nesta quarta-feira (31), e recolheu todo o material de campanha descartado irregularmente no local. No início da madrugada de quarta, o Site publicou uma matéria sobre os milhares de santinhos de candidatos do PDT jogados em um barranco às margens da via (AQUI).

“Hoje pela manhã estivemos lá e encontramos quatro caixas naquele barranco, duas lacradas, uma abriu e espalhou o material e outra abriu um pouco. O que nos chamou atenção é que era um material seco, intacto, em bom estado de conservação”, relatou Bisogno.

No local, havia propagandas da campanha de Bisogno à Prefeitura no ano passado e santinhos de Juliana Brizola (PDT) e Afonso Motta (PDT), que concorreram, respectivamente, à Assembleia Legislativa e à Câmara dos Deputados em 2018.

O pedetista fez um registro em vídeo logo após a limpeza. Confira:

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo