AssembleiaEstado

SAÚDE. Valdeci, em reunião da Comissão da AL, alerta para o avanço da pandemia no Rio Grande

Deputado também manifestou preocupação com a volta às aulas presenciais

Da Assessoria de Imprensa do Parlamentar

O deputado Valdeci Oliveira (PT) manifestou, na manhã desta quarta-feira, 26, durante reunião ordinária da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (CSMA), preocupação com o avanço da pandemia em várias regiões no estado.

“Estamos vivenciando um aumento nas internações e óbitos. O Rio Grande do Sul é hoje um dos estados que, proporcionalmente, vem registrando o maior número de mortes por conta da covid-19 no Brasil. As UTIs continuam lotadas e a vacinação, que infelizmente está a passos de tartaruga, tem que ser nossa grande prioridade. É a vacina que nos dá a garantia de condições para a redução das mortes. Os indicadores já nos mostram isso junto aos setores que foram imunizados, onde os óbitos nas faixas de 70 anos ou mais caíram consideravelmente se comparados com o período antes da vacinação”, avaliou o parlamentar.

Valdeci (na foto acima) destacou ainda um outro comparativo, que mostra que as pessoas que estão perdendo a vida hoje por conta do vírus estão nas faixas etárias dos 20, 30 e 40 anos.

Uma das preocupações manifestadas por Valdeci disse respeito à volta às aulas. Conforme o parlamentar, em Santa Maria, não foi uma, mas 30 escolas que, em uma semana de abertura, registraram professores e alunos contaminados. “Uma questão absurda e de insegurança total. Precisamos ter absoluta preocupação com a vida e com a prevenção. Sei que a situação está sendo dura para todo mundo, mas nada mais é complicado do que perder a vida, perder um ente querido”, destacou.

Segundo ele, o atual cenário é resultado da perda de controle do governo no combate à pandemia, que até aqui “vinha sendo feito com certa razoabilidade, mas agora está resultando no aumento das contaminações e internações e óbitos da população. E isso dentro de uma conjuntura que aponta para a chegada de uma terceira onda, que será trágico por tudo o que estamos vivendo”, declarou Valdeci, que é membro efetivo da CSMA.

Outro temor externado disse respeito ao cenário pós-covid e as sequelas deixadas pelo vírus na população que fora contaminada. “E segundo o que temos visto até aqui o estado também não está suficientemente preparado para isso, para dar a atenção necessária às pessoas, que continuarão a precisar de atenção da saúde pública, como também e às equipes multidisciplinares, principalmente na questão da fisioterapia, que é fundamental para quem se recupera da doença”, avaliou.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo