DestaqueSanta Maria

CÂMARA. CPI da Covid relembra eleição de 2020 e convoca ex-candidatos a prefeito para uma reunião

Estratégia de comunicação da Prefeitura durante a pandemia será debatida

Helen Cabral (PT), relatora da CPI da Covid-19, disse que o colegiado investiga possível promoção pessoal do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB), no processo eleitoral de 2020, diante da pandemia do novo coronavírus (Foto Câmara/Divulgação)

Por Maiquel Rosauro

Evandro Behr (ex-Cidadania, hoje PP), Jader Maretoli (ex-Republicanos, hoje PSL), Luciano Guerra (PT), Marcelo Bisogno (PDT) e Sérgio Cechin (PP), ex-candidatos a prefeito de Santa Maria, em 2020, estão convocados para uma reunião pública que ocorrerá na sexta-feira (18), às 14h, no plenário do Legislativo, com transmissão ao vivo pela TV Câmara. O encontro é promovido pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga ações e possíveis omissões da Prefeitura diante da pandemia de covid-19.

O foco do colegiado é um memorando, encaminhado pela Prefeitura à CPI, sobre a estratégia de comunicação oficial no enfrentamento à pandemia. O assunto veio à tona na sessão plenária de terça-feira (15), quando a relatora da CPI, Helen Cabral (PT), usou a tribuna para tratar do tema.

Segundo Helen, o Executivo informou que o terceiro pilar da estratégia da comunicação era a utilização das redes sociais oficiais do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB), no Facebook e no Instagram. A produção e o gerenciamento do conteúdo, entre março de 2020 e junho de 2021, teria ficado sob responsabilidade de jornalistas que atuam como cargos de confiança (CCs) do Executivo.

Helen entende que tal prática tornou o processo eleitoral de 2020 desigual, uma vez que a popularidade de Pozzobom nas redes sociais foi impulsionada pelo conteúdo produzido por CCs. As mesmas páginas, no Facebook e no Instagram, foram usadas durante a campanha eleitoral do prefeito, que acabou se reelegendo.

“Nosso objetivo nessa CPI é investigar, responsabilizar omissões e ações indevidas e se houve promoção pessoal”, disse Helen.

Imediatamente após as colocações da petista, o vice-presidente da CPI, Givago Ribeiro (PSDB), utilizou a tribuna para rebater a colega. O tucano disse que “likes” no Facebook não se equivalem a votos e que o prefeito trabalha com transparência.

“Para que então serviu a Justiça Eleitoral durante todo o pleito?”, questionou o tucano.

Na próxima segunda-feira (21), estão agendadas duas novas oitivas. Às 8h30mim, a CPI receberá o ex-secretário de Finanças, Mateus Frozza, e, às 18h, é aguardado o secretário de Comunicação, Ramiro Guimarães.

Além de Helen e Givago, também integra a CPI a vereadora Roberta Pereira Leitão (PP), presidente do colegiado.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo