DestaqueSanta Maria

COVID-19. Ao se vacinar, o vereador Tubias Calil ouve: “outro dia tu vai depender de nós servidores”

"Eu não sou contra servidores, eu sou contra politicagem", o edil respondeu

Por Maiquel Rosauro

O vereador Tubias Calil (MDB) tomou a primeira dose da vacina contra covid-19, na manhã desta terça-feira (6), no estacionamento da loja Havan. O parlamentar foi reconhecido na hora da imunização e levou um sermão de uma servidora. O momento foi gravado e se espalhou pelo WhatsApp.

“Que ela (a vacina) te traga muita proteção, mas também muito ensinamento. Tu pode um dia estar com o poder do microfone na mão, no outro dia tu vai depender de nós servidores. Que Deus te proteja”, disse a profissional que aplicou a vacina no emedebista.

O vereador demonstrou surpresa, mas não deixou a declaração sem resposta.

“Eu não sou contra servidores, eu sou contra politicagem. Politicagem não merece respeito”, disse o vereador.

À tarde, durante a sessão plenária, Tubias explicou na tribuna que não havia se vacinado antes porque estava gripado. Ele não comentou diretamente sobre o sermão que recebeu, mas disse que não é contrário ao imunizante e que seguirá defendendo o tratamento precoce.

“Não vou deixar de defender o tratamento precoce. Cada um acredita naquilo que quer”, disse o vereador.

Ainda na tribuna, Tubias parabenizou os servidores que estavam atuando na vacinação e a organização promovida pelos profissionais no estacionamento da Havan. Porém, ele sugeriu uma nova dinâmica ao Executivo, com imunização durante todo o dia e não apenas no turno da manhã.

“Botam lá todo mundo no mesmo lugar, vacinam das 8h às 11h ou das 8h ao meio-dia, sendo que poderiam vacinar todo o dia, de manhã e à tarde, tranquilo, sem correria, sem aglomeração, sem fazer com que as pessoas fiquem lá duas, três, cinco, seis, sete, oito, nove horas de madrugada”, disse o vereador.

Confira o vídeo com a vacinação do parlamentar:

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Muito bem a servidora.
    Político tem que trabalhar para o povo.
    Baseado em FATOS e não em especulação.
    Quem faz politicagem, é quem não acredita no ÓRGÃOS COMPETENTES, que norteiam as diretrizes. Pode até ser a opinião pessoal, mas não pode interferir como homem público. Quanto o tempo de vacinação, os servidores e voluntários vacinam até meio-dia, mas começam os trabalhos por volta das 4h da manhã. Será que ele não sabia?
    E SM teria servidores e voluntários pra seguir a vacinação durante o resto do dia?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo