DestaqueEstado

ELEIÇÕES 2022. MDB gaúcho atrás de candidato a Governador para chamar de seu. E a lista é grande

De Alceu Moreira a Gabriel Souza, passando por José Ivo Sartori e outros mais

MDB busca candidato, um citados é o deputado Gabriel Souza, que esteve em Santa Maria, na semana passada (Foto Joel Vargas/AL)

Reproduzido do jornal Correio do Povo / Texto de Flavia Bemfica

Determinado a ter candidatura própria ao governo do Estado nas eleições de 2022, o MDB gaúcho enfrenta dificuldade em ‘bater o martelo’ sobre a liderança com mais força para enfrentar a corrida. Os nomes do deputado federal e presidente da sigla no RS, Alceu Moreira, e do presidente da Assembleia Legislativa e secretário-geral do partido, Gabriel Souza, continuam “no páreo”. Mas, nos bastidores, as articulações que ambos representavam no sentido de encabeçar uma aliança com o PSDB no Estado, em troca do apoio a uma provável candidatura do governador Eduardo Leite (PSDB) à presidência da República, perderam densidade nas últimas duas semanas, antes mesmo de Leite decidir tratar publicamente de sua sexualidade. Sobre a ação de Leite, para além dos cumprimentos públicos, parte das lideranças emedebistas avalia que ainda é muito cedo para medir qualquer impacto.

Mesmo que o gesto possa render ao tucano os pontos necessários para começar a aparecer nas sondagens nacionais de intenção de voto e, a depender do desempenho, turbinar suas chances de vencer a prévia do PSDB em novembro, líderes do MDB no RS projetam que é preciso aguardar. “Há um oceano daqui até o início de 2022, quando as coisas estarão mais claras, inclusive para os eleitores. É preciso, por exemplo, considerar qual o papel o MDB cumprirá na eleição nacional”, adianta um dos negociadores emedebistas.  

De público, Alceu Moreira não nega a possível candidatura ao governo, mas vem preferindo dar destaque à estruturação de um plano de governo. Souza segue repetindo que será candidato à Câmara Federal. Nos bastidores, preocupa as lideranças emedebistas o tamanho da disposição dos postulantes de trocar eleições certas para o Parlamento por uma incógnita ao Executivo. E o fato de, até o momento, as bases partidárias não terem mostrado um entusiasmo mais expressivo por qualquer dos dois nomes.

A partir dessa constatação, parte delas começou a citar os ex-governadores José Ivo Sartori e Germano Rigotto. E uma ala vem externando abertamente a defesa do nome do prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB). “Hoje, é a maior liderança do MDB gaúcho com mandato”, resume uma delas em referência ao prefeito. Melo assegura que não está na disputa. “Sou cumpridor de contrato. E meu contrato é ser prefeito de Porto Alegre. O MDB terá candidato, temos vários nomes, o presidente do partido é um deles. Estamos construindo tanto uma candidatura como uma política de alianças, que hoje ainda não existe. Nosso prazo limite é março. Então, quem apostar em definições muito antes disso, vai perder”, elenca.

Os ex-governadores José Ivo Sartori e Germano Rigotto têm outros planos que não contemplam o Palácio Piratini. Antes que seu nome começasse a ser citado com maior frequência para o governo, Rigotto se antecipou e informou que pretende disputar uma vaga na Câmara dos Deputados. Sartori, que parte do partido tenta colocar como opção ao governo, vem trabalhando nos bastidores para ser o candidato da legenda ao Senado…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo