CulturaDestaque

CULTURA. Tertúlia Musical Nativista começa na noite desta sexta-feira e já tem vencedores da fase local

Confira resultados da primeira noite e a programação do evento até domingo

A apresentação desta noite, no Theatro Treze de Maio, foi de Liliana Cardoso e Marion Mello (Foto Ariéli Ziegler/Prefeitura)

Por Joyce Noronha / Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal

A 28ª Tertúlia Musical Nativista começou nesta sexta-feira (5) e a primeira noite de um dos maiores festivais de música gaúcha do Estado foi de comemoração para os vencedores da Fase Local (confira lista abaixo). O evento é promovido pela Prefeitura de Santa Maria, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, e ocorre até este domingo (7). 

Esta edição é em formato híbrido. O público pode acompanhar as transmissões ao vivo pelo FACEBOOK e o YOUTUBE da Prefeitura, ou presencialmente na plateia do Theatro Treze de Maio – foram distribuídas 120 senhas para cada noite –, e por meio de telão com 50 cadeiras alocadas na Praça Saldanha Marinho.

Na cerimônia de abertura, o prefeito Jorge Pozzobom comentou que é o segundo ano que a Tertúlia ocorre de maneira diferente da tradicional. Porém, comemorou o fato desta edição ser de maneira híbrida.

“Estamos aqui, no segundo ano de uma Tertúlia diferente, dentro deste momento diferente em que vivemos. Mas pelo menos, ainda que reduzido, temos público. Estamos voltando a nos ver, a nos encontrar. Claro, com todos os cuidados, mas isso mostra que estamos ganhando essa guerra contra o coronavírus. E no ano que vem, poderemos voltar a ter a nossa Tertúlia com grande público. Um bom evento a todos”, assinalou Pozzobom.

Já a secretária de Cultura, Rose Carneiro, reforçou a importância do fomento e incentivo à cultura, principalmente, da que tem vertentes de nossa tradição. Rose lembra que o festival é um dos maiores do Estado em termos de música gaúcha.

“A Tertúlia Musical Nativista envolve o vasto campo criativo que os festivais de música regional promovem no nosso Estado anualmente. Um espaço importante de criação e produção musical, que reúne compositores, arranjadores e músicos. Um palco por onde passam muitas histórias, em forma de canções”, destacou Rose.

A noite seguiu com as classificatórias da Fase Local, com a apresentação de 10 composições previamente selecionadas. Os concorrentes se apresentaram no palco do Theatro Treze de Maio. Entre um competidor e outro, os vencedores de edições passadas do festival apresentaram trechos de músicas, em vídeos pré-gravados. 

Os jurados da noite foram os músicos Enio Guerra, Julio Cesar Pires Pereira, Mário Eleu Silva, Piero Ereno e Oristela Alves. A apresentação da noite foi de Liliana Cardoso e Marion Mello, e o show de intervalo ficou a cargo de Pirisca Grecco y La Comparsa Elétrica. 

Após o intervalo, os classificados foram apresentados (confira abaixo). Os três primeiros classificados da Fase Local e a Música Mais Popular receberam troféu e se apresentam na final, na noite de domingo (7). A escolha da Música Mais Popular foi por meio de votação virtual, por comentários nas transmissões nas redes sociais da Prefeitura. 

A íntegra da noite de abertura, com as apresentações da Fase Local, está disponível no FACEBOOK e do YOUTUBE do Executivo Municipal para o público assistir quantas vezes quiser…

CLASSIFICADOS PARA A FINAL
Fase Local 28ª Tertúlia Musical Nativista

– 1º lugar – A Lenda do Pai Quati, de Gilnei Deprá e Ramires Monteiro
Intérprete – Igor Tadielo

– 2º lugar – A Primavera e o Jardineiro, de Humberto Gabbi Zanatta e Santhiago Scherer Simões
Intérprete – Tiane Tâmbara e Daiane Diniz

– 3º lugar – Diário de Um Cachorro, de Joni André
Intérprete – Joni André

– Música Mais Popular – BR 14, de José Luiz dos Santos e Delci Taborda. Intérprete, Delci Taborda

– Melhor Intérprete – Tiane Tâmbara e Daiane Diniz, com a música ‘A Primavera e o Jardineiro’, de Humberto Gabbi Zanatta e Santhiago Scherer Simões

– Melhor Instrumentalista – Eduardo Abransom, com o acordeon, na música ‘A Lenda do Pai Quati’, de Gilnei Deprá e Ramires Monteiro. Intérprete, Igor Tadielo…”

PARA LER A ÍNTEGRA, E CONFERIR INCLUSIVE A PROGRAMAÇÃO, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Tertulia tornou-se nichada, o auge da musica nativista ficou para trás. Tertulia ‘raiz’ era a livre na Estancia, um Woodstock gaudério para uns, Sodomo e Gomorra para outros. Alguns nomes de antigamente, outros novos. Destes ultimos uns mais campeiros que Mano Lima e mais do fundo da grota que o Baitaca, tanto que falam em mudar o nome para ‘Coxinha Nativista’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo